PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

É momento dos agentes de saúde assumirem papel importante na comunidade, diz médico que implantou sistema no Ceará

"Se deixarmos a pandemia continuar no mesmo ritmo, haverá muito mais sofrimento", escreveu o médico Carlile Lavor, responsável pela implantação dos agentes de saúde no Estado

19:07 | 06/05/2020
Carlile Lavor foi secretário da Saúde do Estado do Ceará em duas oportunidades (Foto: Diego Camelo, em05/05/15)
Carlile Lavor foi secretário da Saúde do Estado do Ceará em duas oportunidades (Foto: Diego Camelo, em05/05/15)

O médico Carlile Lavor, coordenador da Fundação Oswaldo Cruz (Friocruz) no Ceará, escreveu uma carta aberta aos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) pedindo que os profissionais assumam "papel importante" no combate à Covid-19 dentro das comunidades. Ex-secretário da Saúde do Estado, Lavor foi fundamental na implantação do Sistema Único de Saúde (SUS) e dos ACS no Ceará.

"O Covid-19 se espalhou pelo Ceará, levando sofrimento e a morte às famílias. A doença começou pelas pessoas que viajaram e a trouxeram. Agora ela se dissemina dentro das comunidades. Se deixarmos a pandemia continuar no mesmo ritmo, haverá muito mais sofrimento", escreveu.

"É o momento do ACS assumir um papel muito importante dentro da sua comunidade. Assim como vocês preveniram a morte de milhares de crianças, vocês podem agora prevenir a morte dos idosos, explicando como a doença se espalha e como fazer a prevenção", continua o médico. "A maioria dos jovens sadios não sente nada com o vírus, mas vai transmiti-lo e provocar uma doença grave".

Ele segue destacando que muitas pessoas nas áreas de atuação dos agentes de saúde não sabem que estão com o vírus e acabam sendo vetores da doença. "Do mesmo modo que vocês explicam pacientemente às mães a importância das vacinas para as crianças, é necessário que, agora, vocês ensinem com rapidez, a todos os jovens, adultos, idosos e crianças, a todas as pessoas da sua comunidade, os cuidados para evitar um caso grave da Covid-19 na sua microárea", conclui o texto.

Atuação na Saúde

O coordenador da Fiocruz Ceará é ex-professor da Universidade de Brasília e foi duas vezes secretário de Saúde do Estado. Na primeira vez, entre 1987 e 1988, implantou, de forma ainda experimental, os profissionais que foram precursores dos Agentes Comunitários de Saúde da equipe da Estratégia Saúde da Família (ESF), de atuação em todo território nacional. Ele reassumiu o posto de secretário no Estado por cinco meses em 2015, primeiro ano de Camilo Santana como governador.