PUBLICIDADE
Coronavírus
Noticia

Desde início da quarentena em Fortaleza, média de pessoas em casa é de 55,6%

Mapeamento realizado por startup brasileira utiliza dados de geolocalização. Até a manhã desta quinta-feira, Ceará registra 7.532 casos confirmados e 458 mortes por Covid-19

Marcela Tosi
11:15 | 30/04/2020
FORTALEZA, CE, BRASIL, 29-04-2020: Pessoas de mascaras nas ruas de Fortaleza na quarentena. em epoca de COVID-19. (Foto: Aurelio Alves/O POVO) (Foto: Aurelio Alves/O POVO)
FORTALEZA, CE, BRASIL, 29-04-2020: Pessoas de mascaras nas ruas de Fortaleza na quarentena. em epoca de COVID-19. (Foto: Aurelio Alves/O POVO) (Foto: Aurelio Alves/O POVO)

Pouco mais de metade dos fortalezenses está cumprindo o isolamento social. É o que mostram os dados de geolocalização compilados pela In Loco, empresa brasileira que criou o Índice de Isolamento Social (IIS) e monitora diariamente a movimentação de smartphones. O pico de adesão à medida na Capital (71%) aconteceu no dia 22 de março, o domingo após o governador Camilo Santana decretar fechamento do comércio e restringir atividades não essenciais.

Antes do decreto, o maior Índice é do dia 15, quando foram notificadas as primeiras confirmações da Covid-19 e 49,8% das pessoas ficaram em casa. Desde então, a média é de 55,7%. Veja a adesão semanal ao isolamento no Ceará desde o decreto do governo:

- 15 a 21 de março: 42,21%
- 22 a 28 de março: 61,04%
- 29 de março a 4 de abril: 55,34%
- 5 a 11 de abril: 54,81%
- 12 a 18 de abril: 53,47%
- 19 a 25 de abril: 55,51%

O Mapa Brasileiro da Covid-19 indica ainda que, pela quinta semana seguida, a média de pessoas em casa caiu, chegando a 51,5%. Antes dos decretos para conter a propagação do novo coronavírus, o IIS ficava por volta dos 28%. No dia 17 de março, quando a primeira morte no País foi anunciada, o índice era de 29,9%. Cinco dias depois, quase 7 em cada 10 brasileiros estavam em casa. Desde então, de acordo com o mapeamento, a adesão ao isolamento social vem caindo.

Até terça-feira, 28, o estado com maior índice era Goiás, com 55,5%. O Ceará estava em quinto lugar no ranking (53,6%), seguido do Rio de Janeiro (52,9%), um dos estados com maior incidência e mortalidade da Covid-19. A unidade federativa com menor isolamento era o Mato Grosso do Sul, em que apenas 41,5% das pessoas tinham aderido à medida.

[Embedar mapa]

O IIS foi desenvolvido a partir da tecnologia que já é utilizada pela startup, que disponibiliza um módulo de software para ser integrado em aplicativos de parceiros e clientes (bancos e grandes varejistas, por exemplo). Os usuários que instalam esses aplicativos, podem ou não permitir a coleta de dados. A única informação coletada é a localização do dispositivo móvel. Os dados de localização são anonimizados, agregados e transformados em estatísticas.

Em todo o Brasil, são mais de 60 milhões de dispositivos móveis na base de dados. "O monitoramento só é possível porque a tecnologia adotada é 30 vezes mais precisa que o GPS. Por meio dela, é possível prever a localização com precisão de poucos metros", explica em nota. De acordo com a empresa, os usuários podem escolher sair da base de dados, por meio do site ou do aplicativo disponível para Android.