PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Iguatemi Fortaleza recebe unidade do Hemoce entre os dias 27 e 30 de abril

O ônibus ficará no estacionamento externo do Shopping Iguatemi entre os dias 27 e 30 de abril das 10 horas até 20 horas

Gabriela Feitosa
11:44 | 27/04/2020
Unidade móvel do Hemoce ficará no estacionamento do Iguatemi até quinta-feira (Foto: AURÉLIO ALVES)
Unidade móvel do Hemoce ficará no estacionamento do Iguatemi até quinta-feira (Foto: AURÉLIO ALVES)

O Shopping Iguatemi Fortaleza recebe, entre os dias 27 e 30 de abril, das 10h às 20 horas, a unidade móvel do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce), do Governo do Ceará. Objetivo da ação é impulsionar doação de sangue durante período de isolamento social devido à pandemia do novo coronavírus.

O ônibus ficará no estacionamento externo, próximo à entrada do Hipermercado Extra. Segundo organização, haverá atenção nas filas, mantendo a distância mínima exigida entre as pessoas para que não haja aglomerações e reforço na higienização de todas as áreas de circulação das pessoas.

A orientação é para que todos utilizem máscaras. O atendimento deve ser agendado através dos contatos (85) 3101.2305 e (85) 3101.2296 (WhatsApp). "O atendimento é via pré-agendamento para poder controlar a quantidade de pessoas. A gente reduziu quantidade de atendimentos simultâneos também e o doador deve estar sempre usando máscara", alerta Wellington Oliveira, superintendente do shopping.

Oferecer novos locais para doação em pontos estratégicos no Ceará foi uma das alternativas do hemocentro cearense para continuar recebendo voluntários durante a pandemia. "O ônibus adaptado do Hemoce tem capacidade para receber até 50 bolsas de sangue por dia. A unidade é composta por uma equipe formada por médico, enfermeiro, assistente social e técnico de enfermagem", garante organização.

> Coronavírus: Hemoce faz campanha para evitar falta de bolsas de sangue

A parceria do Shopping Iguatemi Fortaleza com o Hemoce acontece desde 2003, por meio das coletas externas realizadas na unidade móvel e nos espaços internos cedidos pelo empreendimento. “Esta parceria só reforça nosso cuidado e nossa atenção com as pessoas. Esperamos que, com a chegada desta unidade móvel ao Iguatemi, mais pessoas se sensibilizem com a causa e se candidatem a serem doadoras, reforçando ainda mais essa corrente do bem”, afirma Wellington. Segundo o superintendente, apesar da parceria ser recorrente, o contexto de pandemia exigiu novos cuidados.

“É fundamental e gratificante poder contar com o apoio da sociedade, seja para doar, seja para disponibilizar espaços onde podemos receber os voluntários. Essa é a hora de unirmos forças, pois todos os dias existem pacientes que precisam receber transfusão de sangue e não podem esperar”, destaca Luciana Carlos, diretora-geral do Hemoce, que destaca a importância das parcerias para incentivar as doações.

Professor de jiu jitsu Raphael Paiva foi ao Iguatemi para doar sangue nesta segunda-feira
Professor de jiu jitsu Raphael Paiva foi ao Iguatemi para doar sangue nesta segunda-feira (Foto: AURÉLIO ALVES)

Para o professor de jiu jitsu Raphael Paiva, 35, o mais importante na doação é ajudar o próximo. “A minha satisfação pessoal é essa, não tenho outro motivo”, conta. Ele afirma que sempre sai de casa para doar, mas que prefere nas unidades móveis mais próximas da casa dele, no lado Sul da Cidade. “Gostaria que o Hemoce divulgasse mais isso (ação de doação na área Sul de Fortaleza). Como a cidade cresceu muito para o lado sul, para ter uma acessibilidade melhor para as pessoas doarem”, aponta ele, que foi doar na manhã desta segunda-feira na unidade móvel do Hemoce no Iguatemi.

Estudante de arquitetura Antônio Wilson, 24: rápido e sem dor
Estudante de arquitetura Antônio Wilson, 24: rápido e sem dor (Foto: AURÉLIO ALVES)

Já o estudante de arquitetura Antônio Wilson, 24, acredita que, com a crise causada pelo coronavírus, a doação de sangue diminuiu e, por isso, é ainda mais relevante e importante quem já for doador ir até o Hemoce para doar. “Não dói, é bem rápido, tudo muito limpo, o pessoal é sempre muito atencioso. Não tem o que ter medo”, encoraja.

Segundo o Hemoce, o sangue doado abastece mais de 450 unidades de saúde no Ceará, entre hospitais, policlínicas, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e clínicas de hemodiálise. Para ser um doador de sangue é necessário estar saudável, bem alimentado, ter entre 16 e 69 anos de idade e possuir mais de 50 kg. Os menores de idade devem apresentar o termo de consentimento assinado pelos pais ou responsável legal e anexar a cópia de documento oficial com foto do representante legal. O termo de consentimento está disponível no site do Hemoce

Com informações do repórter Aurélio Alves e colaboração de Angélica Feitosa