PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

França e Holanda retomam aulas dia 11, com restrições

A volta será gradual e com aplicação de regras de distanciamento social

08:02 | 22/04/2020
Paris em 24 de março de 2020, Uma foto mostra a Avenida Champs-Elysees vazia e o Arco do Triunfo  no oitavo dia de um bloqueio destinado a conter a propagação do COVID-19 (novo coronavírus) na França. VA 04.04
Paris em 24 de março de 2020, Uma foto mostra a Avenida Champs-Elysees vazia e o Arco do Triunfo no oitavo dia de um bloqueio destinado a conter a propagação do COVID-19 (novo coronavírus) na França. VA 04.04 (Foto: Ludovic MARIN / AFP)
Enquanto traçam planos para a retomada econômica, Holanda e França já têm uma data para a reabertura das escolas: 11 de maio. Os dois países seguirão caminhos semelhantes, com crianças e adolescentes voltando gradualmente. Em nações como Alemanha e Noruega, a volta às aulas ocorreu na segunda-feira.
O governo holandês anunciou ontem que o ensino fundamental voltará às aulas em meio período a partir do dia 11, mas treinamentos esportivos já poderão ser feitos a partir do dia 29. O ensino médio volta no dia 2 de junho. Em todos os casos, os alunos deverão obedecer a regras de distanciamento social.
Esse é o primeiro relaxamento das medidas restritivas na Holanda. Restaurantes, cafés e bordéis permanecerão fechados até 19 de maio. Os locais que vendem maconha foram autorizados a voltar, mas apenas para entregas a domicílio.
Na França, as crianças voltarão no dia 11, mas em turmas menores. A retomada das aulas começa com as escolas de ensino primário. No dia 18, será a vez do ensino médio - o objetivo é que a maior parte do sistema escolar volte no fim de maio.
A Áustria, desde a semana passada, na primeira fase da retomada, anunciou que a volta gradual às aulas coincidirá com a reabertura de restaurantes e bares, em 15 de maio, sempre com a exigência de manter o distanciamento entre as pessoas. O plano prevê a reabertura gradual de todas as escolas a partir de meados de maio.
Na Alemanha, os alunos mais velhos voltaram na segunda-feira, para fazer os exames finais sob rígidas regras de distanciamento. Na Noruega, apesar de alguma relutância, jardins de infância e creches reabriram também na segunda-feira. (COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS)