PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Bairros com mais óbitos por Covid-19 serão higienizados por caminhão vaporizador a partir desta segunda

Equipamento percorrerá Fortaleza expelindo substância capaz de combater o vírus presente em materiais como paredes e calçadas

15:19 | 20/04/2020
O carro começará a passar em Fortaleza as 16h desta segunda-feira, 20 de abril (Foto: DIVULGAÇÃO PREFEITURA DE FORTALEZA)
O carro começará a passar em Fortaleza as 16h desta segunda-feira, 20 de abril (Foto: DIVULGAÇÃO PREFEITURA DE FORTALEZA)

Os bairros de Fortaleza com o maior número de óbitos em decorrência da pandemia de Covid-19 serão higienizados por meio de um caminhão vaporizador. A ação tem início ainda na tarde desta segunda-feira, 20, no bairro Cristo Redentor, onde há quatro mortes pelo novo coronavírus.

A tecnologia foi importada da China e se assemelha ao “Fumacê”, utilizado no combate às arboviroses, como a dengue. Nesse caminhão que percorrerá parte da cidade será expelida “substância capaz de combater o vírus” presente em materiais inertes, como paredes e calçadas, disse RC.

Atualmente, os bairros com vítima mais afetados em Fortaleza são Barra do Ceará (9 mortes), José Walter (8), Meireles (7), Vicente Pinzon (7), Fátima (6), Jangurussu (5) e Cais do Porto (5). Na sequência aparecem com quatro mortes Aldeota, São João do Tauape, Cristo Redentor e Granja Lisboa.

“Em muitos bairros que não têm muitos casos confirmados, tem óbito confirmado. Isso acontece porque no muito inteiro, a capacidade de testagem é muito pequena. Em praticamente todos os países no mundo, inclusive naqueles muito mais ricos do que o nosso, a testagem tem acontecido prioritariamente ou às vezes exclusivamente dentro do ambiente hospitalar”, afirmou Roberto Cláudio.

Desta forma, ele estima que em Fortaleza a proporção é de que exista um óbito para cada cem pessoas contaminadas pelo novo coronavírus. “Por essa conta, a Barra do Ceará, que teve nove óbitos e poucos casos confirmados, tem na verdade pelo menos 900 pessoas infectadas”, completou.

Funcionamento do caminhão

O POVO questionou à Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP) sobre como se dará o funcionamento, qual produto utilizado e se é nocivo à saúde das pessoas, além dos custos do novo equipamento. A pasta respondeu que às 16 horas haverá demonstração em frente à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Cristo Redentor, na avenida Leste-Oeste.

Na ocasião, o coordenador especial de Limpeza Urbana, Albert Gradvohl, deverá explicar o novo sistema, que seria o primeiro deste tipo a atuar no Brasil.