PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Ministro da Saúde de Israel testa positivo para a covid-19

O ministro é acusado de quebrar as regras de isolamento, participar de cultos de oração e ter dito que o coronavírus é uma "punição divina aos homossexuais"

14:52 | 08/04/2020

O Ministro da Saúde de Israel, Yaakov Litzman, e sua esposa testaram positivos para o novo coronavírus. Aos 71 anos, Litzman é o oficial mais velho infectado pelo vírus dentre os líderes Israelenses. Supostamente, a contaminação teria acontecido ao desrespeitar as regras de isolamento social impostas pelo próprio ministério e ter participado de cultos de oração em grupos em sinagoga próxima à sua residência. A informação foi dada por uma testemunha a um programa local de televisão.

Dentre as polêmicas envolvendo o ministro, uma delas é em torno de possíveis declarações sobre o coronavírus ser uma “punição divina aos homossexuais”. Todas as acusações foram negadas pelo escritório de Litzman. Frequentemente criticado pela forma de lidar com o surto em Israel, colocando os interesses da comunidade ultraortodoxa à frente do restante do povo, o ministro pode ser retirado do cargo. Segundo o jornal The Time of Israel, movimentações pedem que alguém com embasamento na área da saúde assuma a pasta.

O teste positivo de Litzman forçou que o primeiro-ministro, Netanyahu, oficiais e chefes de saúde israelenses no combate a pandemia entrassem em quarentena de 15 dias por terem tido contato recente com Litzman.