PUBLICIDADE
Coronavírus
Noticia

270 toneladas de Equipamentos de Proteção Individual chegam ao Ceará na próxima semana

Equipamentos são direcionados a profissionais de saúde e funcionam como reforço à segurança de quem atua na linha de frente contra a Covid-19

Matheus Facundo
19:19 | 06/04/2020
FORTALEZA, CE, BRASIL, 30-03-2020: Uma funcionaria da saude com operarios da empresa Arte ProduçÅ.es. Fachada do novo Hospital Leonardo da Vinci, comprado pelo Governo do Estado para atender casos do COVID-19, na Rua Rocha Lima no Bairro Centro. (Foto: Aurelio Alves/O POVO) (Foto: Aurelio Alves/O POVO)
FORTALEZA, CE, BRASIL, 30-03-2020: Uma funcionaria da saude com operarios da empresa Arte ProduçÅ.es. Fachada do novo Hospital Leonardo da Vinci, comprado pelo Governo do Estado para atender casos do COVID-19, na Rua Rocha Lima no Bairro Centro. (Foto: Aurelio Alves/O POVO) (Foto: Aurelio Alves/O POVO)

O secretário da Saúde do Estado, Dr. Cabeto, anunciou nesta segunda-feira, 6, a chegada de 270 toneladas de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para profissionais atuando na linha de frente com pacientes do novo coronavírus. Os lotes estão previstos para o próximo dia 15 de abril.

Além dos EPIs, o titular da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) anunciou que chegarão os 350 mil kits de teste rápido para o diagnóstico da Covid-19. Estes, dão resultado em até 20 minutos e são direcionados a profissionais de saúde, como médicos e enfermeiros, para descarte mais rápido das suspeitas, devido à necessidade constante de profissionais no combate ao avanço da pandemia. 

Foi anunciada também a chegada de 400 respiradores, dos 700 adquiridos pelo Governo do Estado. A segunda remessa deve chegar até o fim deste mês.

O Ceará ultrapassou a marca de mil casos confirmados de coronavírus nesta segunda-feira, 6, com 1.023 infecções, além de 31 mortes. 

O fim de semana provocou uma disparada dos casos confirmados do novo coronavírus, a Covid-19, em Fortaleza. O número chegou a 925 nesta segunda-feira, 6. Na sexta-feira, 3, eram 597. Durante coletiva, Antônio Lima, gerente da célula de Vigilância Sanitária do Município, comentou o avanço dos casos na Capital. São 93 bairros com registro de casos. Com mortes, são 18 bairros.

A Regional II, epicentro da doença em Fortaleza, segue com a maior incidência. No entanto, a Covid-19 já avança sobre a periferia, fato que necessita de atenção neste momento, segundo o secretário estadual da Saúde, Dr. Cabeto.

Acesse a cobertura completa do Coronavírus >