PUBLICIDADE
Coronavírus
Noticia

Secretário-executivo do Ministério da Saúde lista "aprendizado" do órgão com pandemia

João Gabbardo dos Reis destacou que mudanças em políticas e recomendações sobre coronavírus refletem lições que a doença trouxe

Bemfica de Oliva
20:01 | 03/04/2020
Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (esq.), e secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis, durante coletiva de imprensa sobre atualização do coronavírus (Foto: WALLACE MARTINS / Agência Estado)
Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (esq.), e secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis, durante coletiva de imprensa sobre atualização do coronavírus (Foto: WALLACE MARTINS / Agência Estado)

Em coletiva de imprensa realizada na tarde desta sexta-feira, 3, o secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis, afirmou que já é possível elencar “lições” sobre a pandemia de coronavírus. A doença já infectou mais de 9 mil pessoas e causou 359 mortes no Brasil.

Segundo o secretário, entre os aprendizados está a velocidade de contágio do coronavírus. “Esse vírus se transmite de uma forma muito mais intensa do que nós imaginávamos”, afirmou.

Outro ponto é relativo às pessoas que não apresentam traços graves da doença, mas ainda assim estão contaminadas e podem infectar outras. Segundo Gabbardo, o foco inicial do combate à transmissão foi de isolar pessoas que apresentassem sintomas claros da covid-19, mas ao longo do tempo se percebeu que essa política não seria suficiente.

Ele concluiu pontuando sobre o uso de máscaras. Inicialmente recomendadas apenas para profissionais de saúde e pessoas sintomáticas, a orientação foi modificada para incluir a população em geral. “No transporte coletivo, por exemplo, eu acho que se impõe a necessidade da máscara”, disse, ligando esta questão à quantidade de pessoas infectadas mas que não apresentam sintomas.

Acesse a cobertura completa do Coronavírus >