PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Coronavírus: pesquisa aponta que 59,9% brasileiros estão trabalhando em casa

Levantamento realizado relata que 6 a cada 10 brasileiros adotam regime e aponta ainda dados sobre a nova rotina de trabalho

Gabriela Almeida
17:02 | 01/04/2020
Por conta da pandemia do novo coronavírus, empresas de diferentes segmentos estão optando pelo home office, também conhecido como trabalho remoto ou teletrabalho (Foto: Divulgação)
Por conta da pandemia do novo coronavírus, empresas de diferentes segmentos estão optando pelo home office, também conhecido como trabalho remoto ou teletrabalho (Foto: Divulgação)

Uma pesquisa realizada pela Hibou, empresa de pesquisa e monitoramento de mercado, aponta que 59,9% dos brasileiros têm trabalhado em regime home office (em casa) durante pandemia do novo coronavírus, a Covid-19. Levantamento realizado em parceria com a plataforma de dados Indico, relata que 6 a cada 10 brasileiros adotam regime e aponta ainda dados sobre a nova rotina de trabalho.

Foram entrevistados, entre os dias 23 e 24 deste mês, mais de 2400 pessoas em todo o País, sendo a maioria da cidade de São Paulo e demais de regiões cuja pesquisa foi realizada via online. De acordo com dados levantados, 59,9% dos brasileiros trabalham em home office por causa da pandemia e 25,2% deles estão trabalhando mais de casa do que costumavam trabalhar antes da disseminação da doença.

Os 41,6% de brasileiros que não adotaram regime usam de métodos como chamadas de videoconferência e outras ferramentas para evitar contágio pela patologia. Entre os entrevistados, estavam funcionários de empresa privada com atendimento ao público, autônomos informais, funcionários público, empresários com funcionários e aposentados.

O trabalho em casa foi impulsionado desde que governadores de estados como Ceará, Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais decretaram medidas de restrição, como fechamento de shoppings e comércios, para evitar que o novo coronavírus se disseminasse. Brasileiros precisaram reinventar a forma como trabalham desde então, apostando em regimes como o home office para não ficarem parados.

Medidas como essas estabeleceram um nível de relação entre os brasileiros e os governantes. De acordo com pesquisa, 17,60% dos entrevistados tem certeza que o governo federal está fazendo tudo que pode nesta época de crise, 22,43% concordam que o governo estadual está atuando da melhor maneira e 23,72% afirma que a prefeitura de seu município está lidando bem com situação.

Mudança de hábitos

Além da rotina de trabalho, o medo do contágio pelo novo coronavírus mudou hábitos dos brasileiros. A pesquisa aponta que 88,1% deles lavam a mão com mais frequência, 86,7% evitam de ir a locais públicos, 63,8% reduziram visitas a casa de amigos, 60,3% tentam não tocar no rosto na rua e 58,7% não encostam em superfícies públicas.

O levantamento também mostrou que 13,57% dos entrevistados estão isolados completamente, evitando se contaminarem pela doença. Cerca de 67,90% está saindo só quando precisam e 16% tomam cuidado, mas ainda estão saindo pois não têm opção de trabalharem em casa. Um parcela de 2,46% não se importam com isolamento, saindo mesmo quando não precisam, e 1,02% continuam vivendo normalmente.

Em relação ao consumo, 23,58% dos brasileiros dão preferência a alimentos e produtos de higiene. Entre os entrevistados, 12,81% afirmaram que estão ou que ficariam em breve no “vermelho” para comprar mantimentos para casa. Sobre os a forma de compra, 80,20% só saem em caso de necessidade para comprar, enquanto 10,81% estão pedindo exclusivamente pela internet. Uma minoria de 1,61% ainda sai para mercados normalmente.

Acesse a cobertura completa do Coronavírus >