Participamos do

Universidade Federal do Cariri suspende aulas por tempo indeterminado

Medida revoga portaria que paralisava atividade acadêmica por 15 dias
16:26 | Mar. 24, 2020
Autor Redação O POVO
Foto do autor
Redação O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A Universidade Federal do Cariri (UFCA) suspendeu, na tarde desta terça-feira, 23, o calendário de 2020 dos cursos de graduação e de pós-graduação da instituição, por tempo indeterminado. A medida revoga portaria assinada há uma semana, que paralisa as atividades acadêmicas por 15 dias. 

Por meio de matéria publicada no site do Sindicato dos Docentes das Universidades Federais do Estado do Ceará (Adufc-Sindicato), a entidade informou que a decisão foi tomada por unanimidade em reunião do Conselho Universitário (Consuni) da UFCA, por videoconferência, para discutir a questão. Pontos como a necessidade de aulas presenciais para alunos com deficiências visuais e auditivas, além das dificuldades para acesso à internet na região, resultaram na adoção da medida, como forma de evitar que ensino "seja comprometido" ao substituir aulas presenciais por aulas de Educação a Distância (EaD) ou por atividades remotas.

A medida segue, também, recomendações das autoridades sanitárias e do Governo do Estado, além de determinações do Comitê Interno de Enfrentamento ao Covid-19 (Cieco-19) da própria UFCA. Os auxílios pagos a estudantes da instituição estão mantidos, mas os refeitórios universitários serão fechados. A exceção fica para o refeitório de Barbalha, que está fechado temporariamente até que a Faculdade de Medicina (Famed) decida sobre o retorno às atividades de internato de estudantes do curso.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A Adufc-Sindicato apoiou a decisão e sugeriu que resolução fosse também adotada pela Universidade Federal do Ceará (UFC) e pela Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), pois, segundo nota, as instituições têm estudado a adoção de métodos de EaD e de atividades remotas que comprometem a "viabilidade e a qualidade do ensino".

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags