PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Prefeitura receberá lotes de Equipamentos de Proteção Individual do Ministério da Saúde

Conforme o prefeito Roberto Cláudio, em complementariedade com os esforços do Governo Federal, a Prefeitura de Fortaleza e o Governo Estadual estão trabalhando em um plano de contenção próprio, que inclui "formação de pessoal em número significativo e montagem de novos leitos"

Lais Oliveira
07:42 | 23/03/2020
De acordo com o líder do Executivo Municipal, em reunião realizada hoje por meio de videoconferência com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e o presidente Jair Bolsonaro, os prefeitos das capitais do País apresentaram suas principais demandas. (Foto: REPRODUÇÃO)
De acordo com o líder do Executivo Municipal, em reunião realizada hoje por meio de videoconferência com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e o presidente Jair Bolsonaro, os prefeitos das capitais do País apresentaram suas principais demandas. (Foto: REPRODUÇÃO)

Por meio de live realizada no Facebook neste domingo, 22, o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), comentou que o Ministério da Saúde (MS) deverá enviar às capitais brasileiras lotes de equipamentos de proteção individual (EPI). Segundo o prefeito, já existem problemas com fornecedores desses materiais em hospitais públicos e privados. Além disso, ele destacou a Campanha de Vacinação contra a gripe, que tem início nessa segunda, 23, e deve ocorrer em todos os 113 postos e em 200 escolas da Cidade, para evitar aglomerações. 

De acordo com o líder do Executivo Municipal, em reunião realizada nesse domingo por meio de videoconferência com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e o presidente Jair Bolsonaro, os prefeitos das capitais do País apresentaram suas principais demandas. "Registrei a importância para capitais como Fortaleza sobre a descentralização de recursos, assim como a transferência de materiais de proteção individuais e equipamentos para a montagem de leitos de UTI, tendo em vista que há uma escassez global em países que estão em estado mais avançado que o nosso", afirmou.

Conforme o prefeito, em complementariedade com os esforços do Governo Federal, a Prefeitura de Fortaleza e o Governo do Estado estão trabalhando em um plano de contenção próprio, que inclui "formação de pessoal em número significativo e montagem de novos leitos".

Ainda de acordo com Roberto Cláudio, outro pedido direcionado ao Ministério da Saúde diz respeito à capacitação via educação à distância de estudantes da rede de ensino superior pública e privada de cursos como Enfermagem e Fisioterapia. Para o prefeito, a medida visa precaver um eventual "apagão assistencial" em um cenário de "pico epidêmico", que pode ser registrado dentro de 6 a 8 semanas.

Campanha de vacinação contra gripe começa 

Roberto Cláudio fez um apelo para que fosse evitada a correria para a vacinação contra a gripe nesta segunda-feira, 23. "Não precisa de nenhuma corrida por essa vacina. Não é para o corona, é para a gripe", ressaltou. Pacientes acima de 80 anos receberão estoque de medicamentos contínuos para os próximos 60 dias. Segundo o prefeito, a Secretária Municipal da Saúde, Joana Maciel, dará detalhes sobre o plano de vacinação na segunda.

"Vamos usar 100% dos postos de saúde e centenas de prédios escolares. Utilize a escola mais próxima da sua casa. Iremos montar uma estrutura rápida de vacinação para evitar aglomeração. Idosos de uma mesma família podem ir em dias diferentes", orientou Roberto Cláudio.

Por fim, o prefeito lembrou que a distribuição dos kits escolares de alimentação também começa na próxima semana e se dará progressivamente pensando em evitar aglomeração.

Veja as escolas e os postos disponíveis, por regional, nos links:
Escolas
Postos
 

 

Acesse a cobertura completa do Coronavírus >