PUBLICIDADE
Coronavírus
Noticia

Eficiência na notificação e testagem intensificada teriam contribuído para alta de casos da covid-19 no CE

Conforme infectologista, o aumento do número de testagens laboratoriais para o novo coronavírus é um dos fatores de influência direta na escalada das confirmações

Matheus Facundo
20:06 | 23/03/2020
FORTALEZA, CE, Brasil. 16.03.2020: Coletiva sobre o coronavirus no Palácio da Abolição com o governador Camilo Santana, Roberto Cláudio, Dr. Cabeto e José Sarto. Na foto: Doutor Cabeto, secretário da Saúde do Ceará. (Foto: Deísa Garcêz/ Especial para O POVO) (Foto: DEÍSA GARCÊZ/Especial para O POVO)
FORTALEZA, CE, Brasil. 16.03.2020: Coletiva sobre o coronavirus no Palácio da Abolição com o governador Camilo Santana, Roberto Cláudio, Dr. Cabeto e José Sarto. Na foto: Doutor Cabeto, secretário da Saúde do Ceará. (Foto: Deísa Garcêz/ Especial para O POVO) (Foto: DEÍSA GARCÊZ/Especial para O POVO)

Em oito dias desde as primeiras confirmações do novo coronavírus no Ceará, os testes laboratoriais positivos saltaram de 3, em 15 de março, para 164, como mostra o último boletim epidemiológico da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), desta segunda-feira, 23. Segundo a Pasta, que diariamente divulga estatísticas da covid-19, esta escalada de casos se deve a uma maior organização de informações e notificação adequada de suspeitas.

A Secretaria informa ainda que nestas últimas semanas a comunicação interna entre hospitais particulares e da rede pública tem contribuído para a divulgação de infecções confirmadas. “Hoje em dia as pessoas estão preenchendo corretamente as notificações. No começo, ocorria muita subnotificação de casos, mas agora a eficiência na hora de notificar favorece que as informações cheguem mais rápido”, pontua, via assessoria de imprensa, a Sesa, que conta com canais de comunicação e disque-saúde todos os dias da semana, com a finalidade de orientar pacientes.

De acordo com o infectologista Anastácio Queiroz, o aumento do número de testagens no Estado também é fator de influência direta nos casos confirmados. “O Estado tem trabalhado muito na questão dos testes. Então, quanto mais você testa, consequentemente mais casos são identificados. Tem também a questão dos testes feitos em laboratórios privados, que às vezes podem demorar mais para sair, então, quando sai, são muitos de uma vez”, comenta o médico.

Atualmente, o Ceará realiza testes para o diagnóstico do novo coronavírus no Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) e também em outras unidades particulares. Para o infectologista, os 164 casos em oito dias estão “dentro do esperado”. “É uma área ainda muito desconhecida. É preciso ainda analisar a evolução de casos em cada estado do País para podermos conhecer melhor as causas”, pondera.

Ações

Ao lado dos demais chefes do Executivo estaduais durante reunião online com o presidente da República Jair Bolsonaro e os ministros dele, o governador do Estado, Camilo Santana, anunciou que as ações de combate ao coronavírus estão se intensificado e sendo resolvidas com diálogo. O Governo Federal garantiu o envio de mais recursos, equipamentos e kits de testagem ao Estado, que conta com um hospital de referência no atendimento de pacientes com covid-19, o Leonardo da Vinci, localizado no Centro de Fortaleza com capacidade para 200 leitos.

Acesse a cobertura completa do Coronavírus >