PUBLICIDADE
Coronavírus
Noticia

Último dia para adesão de profissionais ao programa Mais Médicos para combater coronavírus

Acabam neste domingo as inscrições para seleção de 5,8 mil profissionais para atuação no programa Mais Médicos

15:29 | 22/03/2020
A expectativa é que os médicos já comecem a atuar nos municípios no início de abril. (Foto: Karina Zambrana/ministério da saúde)
A expectativa é que os médicos já comecem a atuar nos municípios no início de abril. (Foto: Karina Zambrana/ministério da saúde)

Acabam às 18 horas deste domingo, 22, as inscrições para a seleção de 5,8 mil profissionais para atuação no programa Mais Médicos e renovação da adesão de 1.901 municípios e mais 19 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI). Os editais emergenciais foram lançados pelo Ministério da Saúde no dia 11 de março, como resposta de enfrentamento ao novo coronavírus.

Inicialmente, as inscrições iriam até a última terça-feira, 17. A prorrogação aconteceu, segundo o Ministério da Saúde, para ampliar as oportunidades dos médicos interessados frente à dimensão da demanda. A estratégia contempla apenas a adesão de profissionais com registro no Conselho Regional de Medicina (CRM) e a renovação da adesão dos municípios partícipes elegíveis, com vigência de contrato somente de um ano.

A expectativa é que os médicos já comecem a atuar nos municípios no início de abril. Para garantir a contratação de todos os médicos, o Ministério da Saúde vai investir R$ 1,2 bilhão. Atualmente, o programa conta com 12.258 profissionais distribuídos em 3.465 municípios em todas as unidades da federação.

“O Mais Médicos é um programa de provisão emergencial de médicos e pode ser usado em emergências de saúde como a que estamos passando com o coronavírus”, explica o secretário de Atenção Primária à Saúde (SAPS), Erno Harzheim.

Além de fortalecer a Atenção Primária, que atenderá os casos mais leves, o Ministério da Saúde também está ampliando a disponibilidade de leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). “Se o gestor solicitar mais leitos de UTI, porque a demanda está ultrapassando a sua capacidade de atendimento, temos uma licitação para acionar e, em uma semana ou no máximo dez dias, esses leitos são instalados, com todos os insumos necessários. O hospital só entrará com a equipe médica e de enfermagem para que o leito possa funcionar rapidamente”, explica o secretário Executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo.

Processo seletivo

Diante do contexto, e com a celeridade que a conjuntura exige, o Ministério da Saúde optou pela assistência médica emergencial à população via processo seletivo simplificado. Os profissionais serão distribuídos em 1.901 municípios de todo o país, além de 19 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI).

Capitais e grandes centros urbanos voltam a fazer parte deste edital do programa Mais Médicos, que vinha priorizando municípios mais carentes. Isso acontece porque são as grandes cidades que têm maior concentração e movimentação de pessoas, sendo locais mais propensos à circulação do Coronavírus.

A expectativa é de que parte dos médicos já comece a atuar nos municípios no início de abril. Importante frisar que o edital prevê até 5 chamadas de modo a viabilizar a ocupação de todas as vagas ofertadas. Cada chamada segue imediatamente após o término da anterior, visando garantir o objetivo de suprir o atendimento à população no menor intervalo temporal possível.

Para garantir a contratação de todos esses profissionais, o Ministério da Saúde vai investir R$ 1,2 bilhão. As inscrições para os médicos e municípios estão abertas desde o dia 16 de março. Os cronogramas estão disponíveis nos seguintes endereços: Cronograma - Médico e Cronograma - Município.

Para mais informações, acesse o edital de adesão de médicos ao Programa de Provisão de Médicos do Ministério da Saúde. Acesse, ainda, o edital de renovação da Adesão de Municípios e do Distrito Federal ao programa Mais Médicos.

Clique aqui e confira a Lista de municípios elegíveis.

Do Jornal do Commercio para a Rede Nordeste

Acesse a cobertura completa do Coronavírus >