PUBLICIDADE
Coronavírus
Noticia

Coronavírus: Governo usará laboratório do Exército para produzir cloroquina

Medicamente tem sido estudado para uso no tratamento do novo coronavírus, mas não tem eficácia atestada. Substância é usada no combate a malária, lúpus e artrite reumatoide

18:50 | 21/03/2020
O presidente Jair Bolsonaro tem divulgado que o medicamento tem eficácia no tratamento da covid-19, o que carece de comprovação científica (Foto: Reprodução)
O presidente Jair Bolsonaro tem divulgado que o medicamento tem eficácia no tratamento da covid-19, o que carece de comprovação científica (Foto: Reprodução)

O presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) divulgou na tarde deste sábado, nas redes sociais, um vídeo em que afirma que o hospital Albert Einstein deu início a pesquisas sobre o uso de cloroquina e da hidroxicloroquina — substâncias usadas normalmente no combate ao vírus da malária, e no tratamento de lúpus e artrite reumatoide — no combate ao novo coronavírus. 

O presidente afirmou ainda que, em parceria com o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, usará o laboratório químico e farmacêutico do Exército para ampliar a produção das substâncias, que ainda não têm eficácia comprovada. Bolsonaro comentou ainda que o Brasil deverá manter o estoque do medicamento, e que a produção nacional não será vendida a outros países.

Diante da procura pelo medicamento, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) transformou o medicamento em substância controlada. Após a divulgação do sucesso inicial no tratamento, a procura pela hidroxicloroquina disparou, causando escassez no mercado para quem faz uso dela de forma continuada.

- Hospital Albert Einstein e a possível cura dos pacientes com o Covid-19. pic.twitter.com/Aia4RzTVlp

— Jair M. Bolsonaro (@jairbolsonaro) 21 de março de 2020

Acesse a cobertura completa do Coronavírus >