PUBLICIDADE
Shows & Espetáculos
NOTÍCIA

Projeto musical gratuito, Pôr do Sol Fortaleza será realizado na Barra do Ceará aos sábados

No Mucuripe, as apresentações acontecem aos domingos, a partir das 17 horas, próximo à estátua de Iracema e ao letreiro Ceará

Izadora Paula
26/02/2020 16:07:28
O projeto Pôr do Sol Fortaleza chega neste sábado, 29, à Barra do Ceará, na Praça Santiago a partir das 17 horas
O projeto Pôr do Sol Fortaleza chega neste sábado, 29, à Barra do Ceará, na Praça Santiago a partir das 17 horas (Foto: Divulgação)

Atualizada em 27/02/2020, às 13h27min

O projeto Pôr do Sol Fortaleza chegará no mês de março, à Barra do Ceará, na Praça Santiago a partir das 17 horas. As apresentações musicais, que passam a acontecer semanalmente aos sábados, contam com a participação do pianista Felipe Adjafre e das cantoras, compositoras e multi-instrumentistas Camila Marieta e Rayane Forte nesta primeira edição.

Ao comentar a expansão do projeto, que já ocorre aos domingos no Mucuripe, o secretário do Turismo de Fortaleza (Setfor), Alexandre Pereira, explicar que a Barra do Ceará é um lugar especial e que tem o pôr do sol mais bonito da Cidade. "E como o projeto tem sido tão bem recebido pelos fortalezenses e turistas, decidimos levar também para o público da Barra. Afinal, como sempre gosto de dizer, cidade boa para o turista é aquela cidade que é boa para o morador”, narrou.

Pôr do Sol é uma iniciativa da Prefeitura de Fortaleza, por meio da Setfor e conta com a co-realização da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Ceará (Fecomércio/CE) e do Serviço Social da Indústria (Sesi). As atrações semanais são divulgadas nas redes sociais da Setfor, no Instagram e no Facebook @secretariadoturismodefortaleza.

No Mucuripe, as apresentações ocorrem aos domingos, a partir das 17 horas, próximo à estátua de Iracema e ao letreiro Ceará.

Sobre as atrações

Entre os nomes escolhidos para participar da estreia do projeto na Barra do Ceará, está Camila Marieta, cantora, compositora e multi-instrumentista que engloba vários estilos musicais como o pop, pop rock, neo soul, clássico e o hip hop. A artista já lançou dois EPs, dois clipes oficiais e duas releituras das músicas cearenses “Espumas ao Vento” e “Alguém me Disse”.

Camila já dividiu o palco com importantes nomes da música brasileira, como Caetano Veloso, Zeca Baleiro, Gabriel o Pensador, Pitty, Silva, Pablo Vittar, Luísa Sonza e Tulipa Ruiz. Também participou de shows e projetos relevantes como “Histórias das Canções”, o aniversário de Fortaleza, o bloco “Geração Coca-Cola” e o “Ceará in Reggae”.

Assim como Camila, Rayane Fortes é cantora, compositora e instrumentista. Com um repertório influenciado pela música brasileira, também conta com participação em diversos eventos importantes da Cidade, com destaque para o Carnaval de 2018, quando tocou com a agremiação carnavalesca Baqueta durante desfile e também no palco do Aterro da Praia de Iracema.

Em março de 2019 lançou seu primeiro single, “Te Fazer”, numa parceria com o selo cearense Mercúrio Música e a distribuidora Tratore, com direção de Felipe Couto. A canção é uma mistura de Trip Hop com elementos do samba e teve participação do maestro e bandolinista da Orquestra Popular do Nordeste, Pedro Madeira, que acompanha Rayane desde 2017.

Seu lançamento mais recente é de 14 de fevereiro: a música “Pra te Acompanhar”, composta com Maicon Morais, de São Paulo, e a primeira de uma série de quatro músicas autorais que serão lançadas mensalmente, até maio. A produção das quatro composições é de Matt. B, produtor cearense e ex-produtor do Projeto Rivera.

Por fim, o pianista Felipe Adjafre, atração permanente no projeto Pôr do Sol Fortaleza no Mucuripe, iniciou seus estudos musicais aos 9 anos e, aos 14, já iniciava suas apresentações profissionais em bandas de diversos estilos. Nesse período, acompanhou vários cantores e se apresentou no exterior.

Estreou como pianista solo aos 20 anos, quando também lançou seu primeiro CD. Em 2013, gravou seu primeiro DVD. O trabalho contou com a participação de nomes como Nonato Luiz, Waldonys, Ítalo e Renno, Paulo José, Artur Menezes, Edinho Vilas Boas e David Valente e foi feito em comemoração a seus dez anos de carreira.

A proposta de Felipe é popularizar o piano, ainda considerado de elite. “O piano, apesar de ser originalmente um instrumento clássico, é capaz de tocar todos os estilos musicais, e é isso que eu gosto de fazer: surpreender o público tocando músicas que eles gostam, mas que jamais imaginaram ouvir ao piano”, conta.