PUBLICIDADE
Notícias

Festival V&A tem espaço para feira com produtores cearenses

23:37 | 22/06/2018
NULL
NULL
[FOTO1]
O maior festival multicultural do Brasil também dá espaço aos empreendedores locais. O Mercado Ruth Marinho reune diversos stands com produtos variados de micro e pequenos empresários que buscam expandir seus negócios. Algumas marcas recém-nascidas, como a Sposato Doces, criada há três meses, dividem o mesmo espaço com marcas que já têm êxito no mercado, como o Estúdio Matulão. 
  
Doces saborosos com baixos preços, a Sposato - "casamento" em italiano - traz ao público a união em negócios de mãe e filho. Ana Paola Lopes é quem coloca a mão na massa, enquanto o filho faz a coordenação no mercado. Ela conta que a empresa atua em eventos festivos e corporativos oferecendo doces finos com opções em biscoitos de chocolate, trufados, bolos de pote, entre outros. No Festival Vida&Arte, o stand de vendas oferece doces com preços entre R$ 5 a R$ 12.
 
[FOTO2] 
Há dois anos e meio no mercado de bolsas, o Estúdio Matulão é exemplo de sucesso repentino, mas não à toa tem compradoras famosas, como a apresentadora Fátima Bernardes e a editora-chefe da Revista Marie Claire, Laura Ancona. O modo de produção artesanal, aliado ao design inovador e à inspiração regional está presente em cada produto, que no Festival Vida&Arte oferta produtos com preços que variam de R$ 175 a R$ 220.
  
Quem aproveitou a feira foi a vice-prefeita de Redenção (cidade distante 59 km de distância de Fortaleza), Ana Paula Braga. "Estou gostando bastante, tem muitos produtos bacanas. Vim de longe para prestigiar o evento e comprar nessa feira valoriza o artesanato local", conta. 
 
[VIDEO1] 
A oferta de produtos é a mais variada. Uma das bancas oferta ao público uma opção diferente de decoração: o micropaisagismo. O Da Nossa Varanda comercializa produtos pensados para decorações vivas, que, contudo, não precisam de muitos cuidados para permanecerem em perfeitas condições. "As plantas gostam de ambientes úmidos. Gosto de chamar de miniecossistema autosustentável", diz Susi Vasconcelos, que, junto com o marido Rafael Couto, tocam a empresa desde 2016.
  
Os produtos são verdadeiras obras manufaturadas, que, segundo Susi, não há como repetir uma amostra exatamente igual à outra já produzida, pois são todas construídas artesanalmente pelo casal. A decoração viva chegou a participar da CasaCor Ceará em 2017.
TAGS