PUBLICIDADE
Exposições e Cursos
Gratuito

Fotofestival Solar reúne programação sobre fotografia no Dragão do Mar

Com proposta de pensar a atualidade política da imagem, Fotofestival Solar começa hoje em Fortaleza, no Dragão do Mar, reunindo nomes de peso internacional

14:19 | 05/12/2018

Foto: Wagner Almeida/Divulgação

A dureza da luz cearense, com sua intensidade equatorial, é inspiração para um festival cujo ímpeto político está em primeiro plano. Não a política partidária, contaminada pelas vantagens camufladas - aliás, esta também -, mas sobretudo aquela que se faz todos os dias, aquela que se imbrica nos rituais cotidianos e domésticos e que acaba vazando para as praças. O Fotofestival Solar reúne, a partir de hoje e até o próximo domingo, 9, fotógrafos, pensadores, cineastas e escritores interessados em representar e discutir o abismo que se desenha diante de nossos olhos.

 

É a imagem desse abismo e da vertigem que precede a queda o que mais fala sobre a proposta do Solar, como explica o fotógrafo Tiago Santana, idealizador e diretor artístico do Festival. "É essa situação indefinida, de não saber o que vai acontecer nos próximos anos, de não conhecer o que está do outro lado. O Solar tem um posicionamento político no sentido de repensar o papel das artes, de refletir sobre a fotografia enquanto pensamento crítico em imagem. De falar sobre o futuro da imagem e do País em um momento de apolítica cultural".

 

Realizado pelo Instituto da Fotografia (Ifoto) em parceria com a Secretaria da Cultura do Ceará (Secult) e com o Instituto Dragão do Mar, o Solar, como explicitado em seu site oficial, "busca se posicionar como uma plataforma de pensamento e virada política através das artes". Dentro dessa proposta, promove uma ampla programação de exposições, oficinas, exibições de filmes, lançamentos de livros e debates que cruzam as potencialidades da fotografia em sua relação com outras linguagens da arte.

 

"O nome do Festival é uma alusão muito clara à luz intensa do Ceará. Uma luz que é muitas vezes rejeitada pelos cânones da fotografia, os que dizem de uma hora certa pra fotografar. A gente pensa que não, que essa abundância e essa dureza fazem parte da linguagem e que são formas de dizer de nossa fotografia", explica a jornalista e fotógrafa Iana Soares, que integra a coordenação geral do Solar, buscando apoio em nomes fundamentais para o reconhecimento da fotografia do Estado, como Luciano Carneiro e Luiz Carlos Barreto.

 

O secretário da Cultura do Estado, Fabiano Piúba, também resgata a metáfora da terra iluminada para explicar a proposta do evento. "Quando associo o Ceará com a 'terra da luz' é nesse sentido de formação de políticas democráticas de diversidade, de promoção da cultura nessa perspectiva libertária e transformadora. Falamos de cultura em suas dimensões econômica, social e simbólica. O Festival Solar é artístico e político", esclarece.

 

Seguindo esse argumento, um dos momentos mais aguardados do Solar é a conferência A Decadência da Mentira, que o pensador e artista visual espanhol Joan Fontcuberta, referência nas modernas discussões sobre imagem, realiza na quinta-feira, 6. Além dele, fotógrafos de visibilidade local, nacional e internacional integram a programação do evento, como a inglesa naturalizada brasileira Maureen Bisilliat, o mestre da fotopintura Júlio Santos e a eslovena Vanja Bucan. Na programação de cinema, o diretor Lauro Escorel realiza exibição do curta Improvável Encontro e participa de debate.

 

De acordo com Tiago Santana, a ideia é que o Solar entre para o calendário cultural do Ceará como um evento estruturante, incorporado pela Secult, aos moldes do Festival de Música da Ibiapaba, do Maloca Dragão, da Bienal do Livro do Ceará e do Encontro Mestres do Mundo. "Será um evento bienal que é também a realização de um sonho nosso de ocupar o Dragão inteiro com fotografia. O Solar será um espaço para trocar ideias, para iluminar pensamentos", conclui.

 

 

Fotofestival Solar 

 

Quando: de hoje, 5, a domingo, 9

Onde: Centro Dragão do Mar (rua Dragão do Mar, 81 - Praia de Iracema)

Entrada gratuita

Outras informações:

solarfotofestival.com

JáDER SANTANA