Maracatu na Domingos Olímpio começa com desfiles e pouca gente nas arquibancadas

Por conta das chuvas, movimentação na avenida é amena, mas os desfiles seguiram. Houve registro de problemas no som na hora do desfile do Maracatu Solar

Depois de um dia chuvoso, com cores radiantes, batuques e reverências à cultura africana, o Maracatu chega ao Ciclo Carnavalesco 2024 no polo da Avenida Domingos Olímpio, em Fortaleza. Este ano, 14 grupos desfilam pela avenida neste sábado e no domingo.

Neste sábado, 10, se apresentam as agremiações Corte Imperial, Nação Pici, Rei Zumbi, Solar, Obalomi, Axé de Oxossi e Leão de Ouro, com dispersão do bloco Camaleões da Vila. No domingo, 11, chegam a avenida Rei de Paus, Az de Ouro, Vozes da África, Nação Fortaleza, Nação Baobab, Nação Iracema e Nação Palmares com dispersão por conta do bloco Unidos da Cachorra.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Por conta da chuva, neste início de noite as arquibancadas da avenida ainda estão com pouca movimentação de pessoas. Além disso, o clima frio propiciou o aparecimento de mosquitos nos pontos de luz do local, o que traz a preocupação com as arboviroses - dengue, chikungunya e zika - que tendem a ter mais casos nos períodos de chuva. Houve ainda problemas no som. 

A vendedora ambulante, Maria Moreira, de 50 anos, fez queixa pelo vazio, mas acredita que no domingo, o movimento melhore. 

E mesmo com o movimento ameno, os grupos levaram seu enredo para a rua e fizeram ecoar pela Domingos o som do batuque e das canções. Há dez anos desfilando na avenida, o integrante de uma das agremiações, Geilson Pereira, de 30 anos, o abre alas do Maracatu, relata que mesmo com o nervosismo presente, tem uma boa expectativa para o desfile.

Diferente de Antonia Alessandra, de 46 anos, que faz a sua estreia como preta velha na avenida. Ela relata que é uma emoção participar do desfile. “É a minha primeira experiência nesse evento, estou mega emocionada, mas vamos lá”, relatou. 

Veja fotos

 

Em meio dos desfiles, além dos batuques, a voz das pessoas ecoou pela Domingos Olímpio, já que durante a apresentação do Maracatu Solar, do bairro Benfica, o sistema de som apresentou falhas, mas logo foi normalizado. Era nítida a empolgação das pessoas em tentar acompanhar as músicas dos grupos de maracatu mesmo sem conhecer.

Por volta das 21 horas, o movimento melhorou mas parte das arquibancadas seguiu vazia.

Com informações do repórter Henrique Araújo/ O POVO

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

carnaval 2024 ciclo carnavalesco fortaleza caranaval de fortaleza ciclo de carnaval

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar