Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Guta Stresser revela esclerose múltipla: "Diagnóstico não é sentença"

Guta Stresser, atriz de "A Grande Família", revelou seu diagnóstico de esclerose múltipla e compartilhou nova rotina com a doença autoimune
15:05 | Jun. 20, 2022
Autor Clara Menezes
Foto do autor
Clara Menezes Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Guta Stresser, que ficou conhecida por seus papéis em “A Grande Família” e “Mister Brau”, revelou que foi diagnosticada com esclerose múltipla. A doença autoimune que afeta o sistema nervoso central não tem cura, mas há tratamentos que diminuem seus sintomas.

Em entrevista para a Revista Veja, ela recorda que os primeiros sintomas começaram há dois anos, quando estava participando da Dança dos Famosos. Na época, esquecia a coreografia, mesmo que a memória sempre tenha sido uma de suas principais habilidades.

“Mas meu quadro foi se agravando. Comecei a esquecer palavras bem básicas, como copo e cadeira. Se ficava duas horas parada assistindo a um filme na TV, logo sentia dores musculares. Tinha formigamentos frequentes nos pés e nas mãos, enxaquecas fortíssimas e variações de humor. O pior era um zumbido constante no ouvido”, afirma.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Depois disso, decidiu procurar um médico e recebeu seu diagnóstico de esclerose múltipla. “Perdi o chão na mesma hora. Nem sabia direito o que era aquilo, só que afetava o cérebro, e só isso me soou aterrorizante”, lembra.

A atriz teve pesadelos em que ficava paralisada e não podia falar. “Com a ajuda do neurologista, entendi que diagnóstico não é sentença e que, apesar da doença não ter cura, ela tem, sim, tratamento”, explica.

De acordo com ela, toma um remédio que obtém pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e também iniciou um tratamento com um óleo derivado da planta de cannabis. “Hoje pratico ioga, mudei a alimentação para melhor e faço todo tipo de exercício para o cérebro, de leitura de livros a palavras cruzadas”, diz.

Apesar do diagnóstico, decidiu não “se render” e continua trabalhando como atriz, profissão em que atua desde a adolescência. “Sei que vou ter de conviver com a esclerose múltipla para o resto da vida. Que ela seja longa e plena. Cada dia que passa tem aquele gosto de uma pequena vitória”, finaliza.

Colunistas sempre disponíveis e acessos ilimitados. Assine O POVO+ clicando aqui

Podcast Vida&Arte

O podcast Vida&Arte é destinado a falar sobre temas de cultura. O conteúdo está disponível nas plataformas Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts e Spreaker. " target="_blank" rel="noopener noreferrer">Escute o podcast clicando aqui.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar