Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Artista indígena Acauã Pitaguary morre aos 27 anos

Com atuação em pintura corporal indígena e grafismos, a artista sofreu um acidente automobilístico na noite do domingo, 19, em Maracanaú

A artista Acauã Pitaguary, nome de batismo indígena de Raquel da Silva Rodrigues, faleceu na noite deste domingo, 19, em Maracanaú, vítima de um acidente de carro. Atuante nas lutas dos povos originários no Ceará, Acauã era um dos expoentes da prática ancestral de grafismos indígenas no Estado.

Há dois meses, em abril, o Vida&Arte publicou reportagem sobre as pinturas corporais indígenas, ouvindo jovens artistas de diferentes povos cearenses, incluindo Acauã Pitaguary.

 
 
 
Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por FEPOINCE (@fepoince)

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Na entrevista, a artista explicou que começou o contato com os grafismos há cinco anos. "Eu ficava pedindo aos meninos da minha aldeia para me pintarem e eles ficavam arrumando desculpa, daí comecei a me riscar de caneta e depois a cobrir com tinta", relembrou Acauã.

"Minha aproximação com a minha identidade foi através das pinturas e dos rituais. Costumo dizer que, quando eu estou pintando outra pessoa, aquilo é uma troca de energia. As pinturas indígenas carregam histórias com uma ancestralidade muito grande por trás de cada uma delas", definiu a artista.

Em nota publicada nas redes sociais, a organização Juventude Indígena Conectada descreveu Acauã como "uma jovem muito engajada no movimento indígena do Ceará (...) compartilhando os seus conhecimentos e dando a sua contribuição na área da comunicação".

A Federação dos Povos Indígenas e Organizações Indígenas do Ceará (Fepoince) destacou a prática artística da jovem: "Foi uma jovem muito atuante na luta do povo Pitaguary e, acima de tudo, amante da pintura indígena, que representa uma forma de resistência dos povos indígenas".

A página Território Pitaguary também compartilhou um conteúdo em memória da artista. "Choramos nós que nunca estamos preparados para a despedida e sorri a encantaria ao te receber de novo em casa. Bom retorno, olhe por nós, Povo Pitaguary de luto!", diz a nota.

Podcast Vida&Arte

O podcast Vida&Arte é destinado a falar sobre temas de cultura. O conteúdo está disponível nas plataformas Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts e Spreaker. Confira o podcast clicando aqui

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar