Participamos do

Roberto Carlos defende fim do aperto de mão para proteger a saúde

O cantor revela como é ser uma pessoa com TOC na pandemia e quais cuidados passou a tomar
11:53 | Ago. 23, 2021
Autor Ana Flávia Marques
Foto do autor
Ana Flávia Marques Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Com 80 anos e já imunizado contra a Covid-19, Roberto Carlos destaca que está tomando todos os cuidados mesmo após a vacina. O cantor tem Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC) e revela quais medidas tomou durante a pandemia para se proteger. As informações são da Revista Caras.

Desde o início do isolamento, o artista exigiu que os funcionários de sua casa não usassem transporte público e em seu carro apenas ele mesmo poderia entrar. No dia que foi agendado para tomar a vacina, Roberto foi sozinho dirigindo seu veículo. O Rei também revelou que é a favor do fim do cumprimento com a mão.

"Imagina como não é uma pessoa com TOC na pandemia! Eu encaro com muito cuidado e muita gente me acha até exagerado, mas eu não acho. Acredito que se todos tivessem esses cuidados, a coisa poderia estar melhor. Essa coisa de cumprimentar com a mão, por exemplo, não deveria existir, deveria ser o cumprimento oriental, só se curvando. Evitaríamos até gripe. Essa doença é traiçoeira e todos precisam ter cuidado, usar máscara e manter o distanciamento", diz.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Isolado em seu apartamento na Urca, Zona Sul do Rio de Janeiro, Roberto só saiu para ir ao casamento do filho Dudu Braga e para ir ao seu estúdio, localizado do lado de sua residência. Lá o cantor gravou "Bicho Solto", música inédita que está prevista para sair em setembro. O artista também está preparando o dueto com a cantora Liah Soares, que fará parte da trilha sonora de "Um lugar ao sol", próxima novela das nove. "Estou com saudades dos palcos. É ali que não tenho problema", afirma.

Podcast Vida&Arte
O podcast Vida&Arte é destinado a falar sobre temas de cultura. O conteúdo está disponível nas plataformas Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts e Spreaker.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags