Participamos do

De Britney Spears a Matuê: confira lista com músicas "de confronto" entre artistas

As discussões entre artistas nacionais e internacionais renderam várias músicas famosas durante os anos. Confira algumas dessas composições
13:37 | Jun. 30, 2021
Autor Clara Menezes
Foto do autor
Clara Menezes Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

As brigas do mundo da música são infindáveis. As letras, que são um espaço de inspiração dos cantores e compositores, se tornam também um ambiente propício para indiretas (ou até diretas) para outras pessoas.

As composições não revelam apenas esses conflitos que ganham amplo espaço na mídia. Elas ainda trazem opiniões e reflexões sobre as atitudes de outros músicos, como é o caso de "É Açúcar - Matuêrrou", presente no novo álbum de Felipe Rima, o “Zareia”.

Na obra, o artista cearense propõe uma resposta ao que o rapper Matuê expõe em suas letras. De acordo com Rima, algumas de suas músicas enaltecem a história do crime.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Entre “tretas” e críticas a posicionamentos, confira situações que marcaram a indústria da música nacional e internacional.

Kanye West X Taylor Swift

Quem conhece o pop sabe pelo menos parte da história entre Taylor Swift e Kanye West. Em 2009, durante um discurso de aceitação da cantora, o rapper interrompeu seu pronunciamento para afirmar que Beyoncé - que concorria na categoria - deveria ter ganhado o prêmio. A situação foi transmitida ao vivo durante o MTV Video Music Awards.

Isso rendeu, por exemplo, a canção “Famous” (2016), em que Kanye West cita a artista abertamente: “Eu sinto que eu e Taylor ainda podemos fazer sexo. Por quê? Eu fiz aquela v**** famosa (droga)”.

Segundo Swift, o trecho não tinha sido mostrado quando ela autorizou a música. No ano seguinte, então, ela lança “Look What You Made Me Do” (2017). “Eu não gosto dos seus joguinhos. Não gosto do seu palco inclinado. O papel que você me fez jogar de idiota. Não, eu não gosto de você”.

Noel Rosa X Wilson Batista

Noel Rosa (1910 - 1937) e Wilson Batista (1913 - 1968) protagonizaram uma das principais polêmicas do samba brasileiro. Tudo começou quando Batista lançou a canção “Lenço no Pescoço”, em que fazia apologia à vadiagem. Logo em seguida, Rosa divulgou “Rapaz Folgado”, em que criticava o posicionamento do outro.

Os atritos entre eles geraram quase uma dezena de músicas, como “Mocinho da Vila”, “Palpite Infeliz”, “Frankenstein da Vila”, “Feitiço da Vila”, “Conversa Fiada”, “João Ninguém” e “Terra de Cego”.

Eminem X Mariah Carey

O rapper Eminem já se pronunciou em público várias vezes sobre um suposto relacionamento que teve com Mariah Carey. A cantora, entretanto, sempre negou o romance.

Isso fez surgir a canção “Superman”, em que o artista fala sobre recusar o amor de uma determinada mulher. Logo depois, Carey lançou “Clown”: “Eu vou manter seu segredinho. E você sabe que eu sei. Ninguém se importa quando as lágrimas de um palhaço caem. Você não é um super-herói”. A situação ainda rendeu uma das composições mais famosas da cantora, “Obsessed”.

Belchior X Tropicalismo

“Veloso, o sol não é tão bonito pra quem vem do Norte e vai viver na rua”, entoa Belchior (1946 - 2017) em “Fotografia 3x4”. Apesar da referência a Caetano Veloso, as maiores críticas do cantor cearense era ao Tropicalismo. Ele acreditava que o movimento já estava ultrapassado.

Chegou a citar o baiano também em “Apenas Um Rapaz Latino Americano”: “Mas trago de cabeça uma canção do rádio em que um antigo compositor baiano me dizia ‘tudo é divino, tudo é maravilhoso’”.

No fim da música, afirma: “Eu sou apenas um rapaz latino-americano sem dinheiro no banco, sem parentes importantes, e vindo do interior. Mas sei que nada é divino. Nada, nada é maravilhoso. Nada, nada é secreto. Nada, nada é misterioso, não”. Na época, Belchior não obteve respostas por parte dos artistas da Tropicália.

Justin Timberlake X Britney Spears

No início da década 2000, dois grandes nomes da música pop namoravam: Justin Timberlake e Britney Spears. Eles dominavam os tabloides internacionais e estavam aparentemente felizes. Entretanto, terminaram dois anos depois.

Até hoje, especula-se que “Cry Me A River”, de Timberlake, tenha sido feita sobre o namoro. Na letra, o cantor relata sobre o fim de um relacionamento e uma suposta traição.

Isso também ocasionou na música “Everytime”, lançada no ano seguinte por Spears. Ela expõe seus sentimentos de tristeza e mágoa em relação ao namoro.

Durante os anos, os dois mantiveram um certo conflito. Entretanto, recentemente Justin Timberlake se pronunciou em defesa de Britney após depoimento da cantora sobre a tutela abusiva do pai.

Rita Lee X Eduardo Araújo

Em 1977, a cantora Rita Lee lançou “Arrombou a Festa”, em que faz críticas ao cenário da música brasileira. Cita, inclusive, vários nomes famosos.

“Benito lá de Paula com o amigo Charlie Brown. Revive em nosso tempo o velho e chato Simonal. Martinho vem da Vila lá do fundo do quintal, tornando diferente aquela coisa sempre igual. Um tal de Raul Seixas vem de disco voador. E Gil vai refazendo seu xodó com muito amor. Dez anos e Roberto não mudou de profissão”.

Poucos anos depois, os cantores Eduardo e Sílvia Araújo divulgaram “Lança Menina”, em que fazem referências diretas à Rita Lee. Indica: “você que pichava tanto a MPB agora tá de quatro faturando cachê”.

McCartney X Lennon

Os conflitos entre Paul McCartney e John Lennon eram conhecidos mesmo antes do fim do The Beatles. Eles costumavam ter opiniões distintas sobre assuntos que envolviam a carreira artística.

Após a separação da banda, McCartney divulgou “Too Many People”, em que afirmava: “Muita gente fazendo coisas às escondidas. Muita gente a fim de moleza. Muita gente que soma e outras não. Muita gente esperando por uma boa oportunidade. Esse foi o seu primeiro erro. Você tirou a sorte grande e a deixou de lado Agora, o que pode ser feito por você?”.

Em seguida, Lennon lançou “How Do You Sleep”: “Você vive com certinhos que te dizem que você era o rei. Pula quando sua mãe te diz qualquer coisa. A única coisa que você fez foi ‘Yesterday’. E desde que se foi, você é apenas ‘Another Day’. Ah, como você consegue dormir?”.

Podcast Vida&Arte

O podcast Vida&Arte é destinado a falar sobre temas de cultura. O conteúdo está disponível nas plataformas Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts e Spreaker.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags