Participamos do

Com live sobre Festa de Iemanjá, projeto destaca Patrimônio Imaterial de Fortaleza

A programação conta com a presença de quatro fotógrafos que marcaram os festejos de Iemanjá na Praia do Futuro e na Praia de Iracema
09:39 | Mai. 07, 2021
Autor Euziane Bastos
Foto do autor
Euziane Bastos Repórter Estagiária de Cidades
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) realiza nesta sexta-feira, 7, às 19h, em seu canal no YouTube, mais uma ação do Projeto Ações de Salvaguarda do Patrimônio Imaterial de Fortaleza: a live "Imagens da Fé", em alusão à Festa de Iemanjá.

A live contará com a presença de quatro fotógrafos que marcaram os festejos de Iemanjá na Praia do Futuro e na Praia de Iracema, compartilhando experiências e vivências. São eles Jean dos Anjos, Luiz Alves, Camila de Almeida e Thiago Matine. A mediação do encontro é do secretário executivo da Cultura de Fortaleza, Evaldo Lima.

Fotógrafo do evento desde 2008, Jean dos Anjos também é coordenador de pesquisa e inventário da Festa de Iemanjá. Como umbandista praticante, ele relata que suas fotografias se relacionam intimamente com a festa e com a comunidade de terreiro que a organiza. “O meu trabalho, de alguma forma, guarda as memórias da festa, sua tradição e suas mudanças. Ao longo desses anos ela se transformou ao mesmo tempo que ainda guarda sua história viva. Além de fabricar registros fotográficos históricos, a fotografia funciona para salvaguardar a festa dentro da perspectiva do Patrimônio Cultural Imaterial”, afirma.

Jean também comenta o preconceito atribuído às tradições culturais e religiosas dos povos vindos do continente africano, evidenciando o evento como um marco de resistência em meio a essa conjuntura. “A Festa de Iemanjá de Fortaleza é a única celebração no espaço público da umbanda. Ela é um marcador social da diferença na cidade e é uma prática de resistência e luta contra os racismos, preconceitos e fanatismos religiosos”, aponta.

A festa é celebrada desde a década de 1950 na Capital, no dia 15 de agosto, com os ritos tradicionais de cortejo, louvor, entrega de oferendas e saída da jangada, apresentações de Afoxés e Tambor de Crioula. Em 2018, a Prefeitura da Capital, por meio da Secretaria Municipal da Cultura, registrou a Festa de Iemanjá como Patrimônio Imaterial, reconhecendo a importância e firmando compromisso com fomento e promoção do festejo.

A programação é fruto da parceria entre a Secultfor e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), que desde maio de 2020 tem realização ações formativas, pesquisas, publicações, apresentações, mini documentários e workshops sobre o Maracatu de Fortaleza, a Festa de São Pedro dos Pescadores e a Festa de Iemanjá.

Serviço:

Quando: Nesta sexta-feira, 7, às 19h
Onde: Canal da Secultfor no YouTube

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags