PUBLICIDADE
Vida & Arte
NOTÍCIA

Da pista de skate ao streaming: Forfun lança "Teoria Dinâmica Gastativa" nas plataformas digitais

A banda carioca celebra 20 anos em 2021. A partir desta sexta-feira, 19, os fãs podem comemorar escutando o primeiro álbum oficial do grupo "Teoria Dinâmica Gastativa" nas plataformas digitais

17:12 | 19/02/2021
A banda encerrou as atividades em 2015.  (Foto: AF Rodrigues)
A banda encerrou as atividades em 2015. (Foto: AF Rodrigues)

Para a felicidade daqueles que foram adolescentes durante os anos 2000, o álbum “Teoria Dinâmica Gastativa”, do Forfun, foi lançado nesta sexta-feira, 19, nas plataformas digitais. O trabalho foi o primeiro disco oficial da banda carioca, que comemora 20 anos de formação em 2021. Lançado em 2005, o álbum reflete as experiências dos integrantes Danilo Cutrim, Vitor Isensee, Nicolas Christ e Rodrigo Costa durante a juventude. 

“16 anos depois, o Teoria Dinâmica Gastativa finalmente chega às plataformas digitais, pra alegria de todos nós que esperávamos por isso todo esse tempo e dando início às comemorações pelos 20 anos de Forfun”, diz nota publicada no perfil oficial do grupo no Instagram. O nome da banda permaneceu em alta nos assuntos mais comentados do Twitter durante a manhã desta sexta, com relatos nostálgicos dos internautas.

O álbum “Teoria Dinâmica Gastativa” traz composições finalizadas da demo “Das Pistas de Skate às Pistas de Dança”, lançada em 2003, como as músicas “Cara Esperto” e “História de Verão”. A obra também conta com canções que fizeram sucesso na cena musical brasileira, como “Hidropônica” e “Costa Verde”.

Trajetória

Depois do primeiro álbum, o Forfun lançou outros três trabalhos oficiais de estúdio: “Polisenso” (2008), “Alegria Compartilhada” (2009) e “Nu” (2015), além do DVD “Ao Vivo no Circo Voador”, de 2013. Durante a trajetória artística, o grupo amadureceu a narrativa adolescente e abordou temas como religião e política nas composições.

Em 2015, a formação anunciou o fim após a turnê do álbum "Nu". "O Forfun chega ao final de um ciclo, porque a vida precisa manifestar-se em outras formas e conteúdos", anunciava o comunicado de despedida lançado em junho do mesmo ano. Danilo, Vitor e Nicholas seguem no projeto musical BRAZA, enquanto Rodrigo Costa continua trabalhando em material solo.