PUBLICIDADE
Vida & Arte
Noticia

Bloco Luxo da Aldeia lança música "Marcha do Desencontro"

Gravada em casa, no formato voz e violão, a faixa está disponível nas mídias sociais do Bloco. Composição é uma parceria entre Bruno Perdigão, Thales Catunda e Marcus Dias

20:32 | 05/02/2021
"Marcha do Desencontro" é o novo single do Bloco Luxo da Aldeia (Foto: Divulgação/Ribamar Neto)

O Carnaval, como espetáculo das ruas e aglomerações, não acontecerá neste ano. Devido à pandemia da Covid-19, as cores, formas e expressões a céu aberto, em meio à multidão, darão lugar à saudade. Para afagar alma e coração dos apaixonados pelo Ciclo Carnavalesco, o Bloco Luxo da Aldeia lança a música “Marcha do Desencontro” em suas mídias sociais.

Com voz e violão de Bruno Perdigão, integrante do Luxo, a faixa foi gravada em casa, num cenário íntimo. “Marcha do Desencontro” é uma parceria dele com Thales Catunda - também membro do Bloco - e Marcus Dias, cantor e compositor cearense, dono do recente disco “Lado a Lado”. Quando a pandemia passar, os músicos pretendem gravar a canção com a banda completa.

A música narra a “brincadeira de se perder e de se encontrar do Carnaval”, diz Bruno Perdigão, vocalista e guitarrista do Luxo da Aldeia. Os versos lembram: “Há quatro horas que eu procuro/ Por você na multidão/ Se não lhe achar, vou me perder/ Se me perder, não volto não”.

 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Luxo da Aldeia (@luxodaaldeia)

Com a pandemia, o Luxo da Aldeia viu que não ia ter Pré-Carnaval ou Carnaval em 2021 e quis relembrar, de alguma forma, a alegria da festa. “Achamos que seria legal a ideia de lançar a música, mesmo de uma maneira informal, para marcar o período, já que a gente não vai poder estar tocando na rua, fazendo o Carnaval do jeito que a gente gosta”, explica Bruno.

A parceria com Marcus Dias já vem "de outros Carnavais". Bruno Perdigão conheceu o músico por meio de Thales Catunda: “Eles já tinham feito algumas letras juntos e me chamaram”. Tal encontro resultou, inclusive, em composições do primeiro disco do Luxo da Aldeia, “Tantos Carnavais Depois” (2019), produzido por Pantico Rocha. No trabalho, há também participações de Fausto Nilo, Moacir Bedê, Heriberto Porto e outros.

“Marcha do Desencontro” surgiu em 2014, mas ainda não tinha entrado no repertório do Bloco. O grupo já havia até ensaiado a canção e feito alguns arranjos, mas nunca chegou a apresenta-la num show. “A música remete bem à vivência do Carnaval. Uma hora você está num grupo de amigos, depois você se perde e se acha de novo. Para o momento, seria bom relembrar, mesmo que a gente não possa viver isso agora. Traz uma certa positividade em relação ao Carnaval”, destaca Bruno.

Sobre a saudade do Ciclo Carnavalesco, o músico comenta: “É um sentimento estranho, porque a gente sabe que tem que ser assim. Não vale a pena fazer um Carnaval enquanto não tivermos as condições sanitárias ideais para que aconteça”. Junto com outros tradicionais grupos de Fortaleza, o Luxo da Aldeia definiu, ainda em 2020, como condição ao retorno a ampla vacinação no enfrentamento à doença.

LEIA TAMBÉM"Tô me guardando pra quando o carnaval chegar": o que esperam os foliões para 2021

De acordo com Bruno, o Carnaval é visto muitas vezes como o momento de recarregar as energias para o ano que virá. Nesse processo da falta, o músico fica até meio atordoado para entender como será 2021, mas declara: “A gente fica na esperança de que isso acabe gerando um sentimento de que o próximo Carnaval seja o mais bonito de todos os tempos”.

Serviço

"Marcha do Desencontro", do Bloco Luxo da Aldeia

Onde: Instagram @luxodaaldeia YouTube LuxoDaAldeiaTV