PUBLICIDADE
Vida & Arte
Noticia

Com mostra virtual, bailarina Silvia Moura celebra 45 anos de carreira

"Mostra Silvia Moura: 45 anos de Dança" ocorre entre sábado, 23, e quinta-feira, 28, no perfil do Instagram da bailarina. Programação terá apresentação de espetáculos e conversa com pesquisadores

20:14 | 22/01/2021
'À Beira De...', de Silvia Moura, ganha transmissão na segunda-feira, 25, às 19 horas (Foto: Paulo Winz)
'À Beira De...', de Silvia Moura, ganha transmissão na segunda-feira, 25, às 19 horas (Foto: Paulo Winz)

Como descrever a dançarina Silvia Moura sem abordar sua carreira artística? Este desafio, que nem ela arrisca em solucionar, se torna ainda mais impossível com a celebração de seus 45 anos de profissão. Entre sábado, 23, e quinta-feira, 28, a artista comemora o marco com encontros de pesquisadores e exibições de espetáculos no perfil do Instagram @silviamouraemcrise.

O evento, denominado de “Mostra Silvia Moura: 45 anos de Dança”, reúne quatro apresentações da coreógrafa: “A Cadeirinha e Eu”, “Anatomia das Coisas Encalhadas”, “A Beira De…” e “Raios e Trovões”. Esses trabalhos passam por diferentes períodos de sua trajetória profissional e precisaram - com exceção do último citado - ser adaptados à linguagem da internet.

 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 

A post shared by Silvia Moura (@silviamouraemcrise)

Acostumada com a interação do público, ela afirma que a adequação a um novo formato foi um processo difícil. “No início da panemia, me recusei, não queria fazer de jeito nenhum. Meus trabalhos têm uma interação muito forte com o público, e foi difícil para mim abrir mão disso. Na adaptação, teve cenas que tive que tirar ou modificar. Mas, uma vez que tomei a decisão, agora posso fazer com qualquer trabalho”, explica. A dançarina ainda aponta o problema em relação à falta de equipamentos. “Não tem microfone. É, por exemplo, o celular de um, a câmera de outro. Antes da pandemia, eu não tinha Instagram”, comenta.

Silvia Moura acredita que, em um período próximo, estudiosos irão se debruçar sobre a arte que foi produzida nas plataformas digitais durante a pandemia. “Não é instalação, nem gravação ou registro do espetáculo. É uma outra coisa. Existe uma intercessão de linguagens”, diz. Neste desenvolvimento contínuo de conhecimentos acerta das tecnologias, ela aponta que aprendeu várias questões novas, como a diminuição da gestualidade e o trabalho com ângulo.

O resultado de uma dessas experimentações é “Raios e Trovões”, que será transmitido na terça-feira, 26, às 19 horas. Criado durante o isolamento social, o espetáculo apresenta o solo em uma espécie de desabafo de sua interioridade.

Além das quatro exibições de dança, haverá também conversas com pesquisadores da área. Estarão presentes Tatiana Valente, Felipe Araújo, Gyl Giffony e Tiago Ribeiro. São pessoas que, de alguma forma, cruzaram a trajetória de Silvia Moura. “Todos são criadores dos próprios trabalhos trabalhos. Eles têm uma opinião, uma forma de criar, um jeito particular de ver a cena. Vai ser uma troca sobre como solucionamos determinadas coisas, como trazemos elementos para a cena e que tipo de escolha fazemos”, indica.

A mostra finaliza na quinta-feira, 28, às 16 horas, com uma transmissão ao vivo da dançarina sobre suas memórias. A partir da interação direta com o público, pretende compartilhar vivências que coleciona em seus 45 anos de carreira. “Não tem diferença entre minha vida e minha carreira. Eu crio e faço espetáculos em casa. Minha vida está muito misturada com minha trajetória artística. Não tenho como mensurar. Só sei que tenho dificuldade de lembrar de coisas que não estejam ligadas à minha trajetória artística”, afirma.

Programação completa

Sábado, 23 de janeiro
16 horas - Encontro de pesquisadores: convidada Tatiana Valente
19 horas - Espetáculo “A Cadeirinha e Eu”

Domingo, 24 de janeiro
16 horas - Encontro de pesquisadores: convidado Felipe Araújo
19 horas - Espetáculo “Anatomia das Coisas Encalhadas”

Segunda-feira, 25 de janeiro
16 horas - Encontro de pesquisadores: convidado Gyl Giffony
19 horas - Espetáculo “A Beira de…”

Terça-feira, 26 de janeiro
16 horas - Encontro de pesquisadores: convidado Tiago Ribeiro
19 horas - Espetáculo “Raios e Trovões”

Quinta-feira, 28 de janeiro
16 horas - Fala da artista: “45 anos de dança”

Mostra Silvia Moura: 45 anos de dança

Quando: 23, 24, 25, 26 e 28 de janeiro
Onde: no perfil do Instagram @silviamouraemcrise