PUBLICIDADE
Noticia

Exposição de fotojornalista do O POVO estreia virtualmente no Cineteatro São Luiz nesta sexta-feira, 23

Esta será a primeira vez em que Fábio Lima participará de uma exposição virtual do seu trabalho

18:24 | 21/10/2020
Durante a pandemia, o fotojornalista deu seguimento ao
Durante a pandemia, o fotojornalista deu seguimento ao "Diálogos Imaginários", mas desta vez buscando "contar a história da pandemia". A narrativa é explorada por meio da interação entre as pessoas e o grafite. (Foto: Fábio Lima)

Exibir a interação “despercebida” de pessoas com o contexto artístico urbano. Essa é a proposta do fotojornalista do O POVO Fábio Lima com o projeto “Diálogos Imaginários”, em que captura momentos de contato entre aqueles que caminham pelas ruas e os grafites que os acompanham, desenhados em muros e paredes. As fotografias desse trabalho estarão disponibilizadas em exposição virtual que acontecerá nesta sexta-feira, 23, a partir das 18 horas, no site do Cineteatro São Luiz.

Esta será a primeira vez em que Fábio Lima participará de uma exposição virtual com o seu trabalho. Apesar de preferir exposições feitas presencialmente, ele considera esse formato interessante porque possibilita uma “projeção maior” de suas obras e permite que mais pessoas tenham acesso aos conteúdos exibidos.

Leia também | Fotojornalista do O POVO é selecionado em projeto internacional

Fábio relata que o surgimento desse projeto veio a partir de uma foto que fez em 1996 em Amsterdam, na Holanda. O fotojornalista capturou o instante em que um bonde que tinha uma arte com um “balão de conversa” parou em frente a duas pessoas que estavam conversando. Desde então, Lima passou a observar mais essas situações e decidiu consolidar o “Diálogos Imaginários”. “Esse projeto mostra as pessoas interagindo com a cidade, com os grafites, sem que percebam que estão fazendo parte disso”, complementa.

Apesar de manter essa obra há muitos anos, Fábio Lima afirma que não percebeu mudanças na sua forma de fotografar para o projeto. Para ele, o processo “é sempre igual” e está diretamente relacionado à sua visão a respeito de se um grafite é “interessante” ou não. A partir disso, observa possíveis situações que “comunguem com a cena” e que possam ser fotografadas.

Durante a pandemia, o fotojornalista deu seguimento ao “Diálogos Imaginários”, mas desta vez buscando “contar a história da pandemia”. A narrativa, evidentemente, é explorada por meio da interação entre as pessoas e o grafite. Algumas das fotografias capturadas neste período serão exibidas na exposição desta sexta-feira, que ficará disponível por tempo indeterminado.

Serviço
Exposição “Diálogos Imaginários” no Cineteatro São Luiz
Quando: sexta-feira, 23, a partir das 18 horas; ficará disponível por tempo indeterminado
Onde: no site do Cineteatro São Luiz