PUBLICIDADE
Noticia

3º Festival Curta Caicó acontece de 8 a 16 agosto com programação gratuita

O Festival terá exibição de 115 curtas-metragens produzidos por todo o país e premiação das melhores produções

10:33 | 14/08/2020
Cena do documentário
Cena do documentário "A mulher da pele azul", de Esther Arruda e Pedro Ulee, cineastas cearenses. (Foto: Divulgação)

O 3º Festival Curta Caicó marca presença na quarentena com programação realizada de 8 a 16 de agosto, com exibição de 115 curtas-metragens produzidos em todo o País.

O evento é dividido em quatro mostras Competitivas (Nacional, Nordeste, Potiguar e Seridó) e seis Mostras Paralelas (Diversidade, Diálogos de Cinema, Cine Pax, Cine Rio Branco, Cine Alvorada e Cine São Francisco).

Toda a programação do festival é gratuita e os filmes concorrerão a várias premiações especiais e prêmios da crítica especializada. Além das mostras de filmes, o evento oferece atividades formativas, entre oficinas de cinema e outras programações no canal do Curta Caicó no Youtube.

O destaque do Festival vai para os filmes “Aqueles Dois”, “A Mulher da Pele Azul” e “Quando vier a primavera, se eu já estiver morto…”, de Émerson Maranhão, Esther Arruda e Pedro Ulee e Robson Lima, todos cineastas cearenses.

Confira as produções que serão exibidas:

Categoria Mostra Nacional
“Aquele Casal”, de William de Oliveira
“Aqueles Dois”, de Émerson Maranhão
“A Volta para Casa”, de Diego Freitas
“Conexões”, de Rafael Jardim
“Diz que é Verdade”, de Claryssa Almeida e Pedro Estrada
“Ex-humanos”, de Mariana Porto
“Faixa de Gaza”, de Lúcio Cesar Fernandes
“Julieta de Bicicleta”, de Juliana Sanson
“Mauro, de João Gabriel Caffarelli”
“Nuvem Negra”, de Flávio Andrade
“Onze Minutos”, de Hilda Lopes Pontes
“O Véu de Amani”, de Renata Diniz
“Sem Asas”, de Renata Martins
“Seremos Ouvidas”, de Larissa Nepomuceno
“Um dois um: Crônicas de Homicídios”, de Ana Calline

Categoria Mostra Nordeste
“Ana Terra”, de Direção Coletiva
“Besta-fera”, de Wagno Goez
“Caetana”, de Caio Bernardo
“Dos Filhos Deste Solo és Mãe”, de Antonio Fargoni
“Fim”, de Ana Dinniz
“Quitéria”, de Tiago Neves
“Nadir”, de Fábio Rogério
“O Balido Interno”, de Eder Deó
“Pelano!”, de Chris Mariani e Calebe Lopes
“Quando vier a primavera, se eu já estiver morto…”, de Robson Lima
“Rebento”, de Vinicius Eliziario
“Reinado Imaginário”, de Hipólito Lucena
“Rosário”, de Juliana Soares e Igor Travassos
“Seiva”, de Ramon Batista
“Trincheira”, de Paulo Silver

Categoria Mostra Potiguar
“A Casa do Doido Alexandre”, de Geraldo Cavalcanti
“Antrum”, de Helena Sebastiana
“A Tradicional Família Brasileira Katu”, de Rodrigo Sena
“Bascuio”, de Tupan Diego
“Casa com Parede”, de Dênia Cruz
“Distorção”, de Davi Revoredo e Paula Pardillos
“Em Reforma”, de Diana Coelho
“Epitáfio”, de Jonathan DeAssis
“Júlia Porrada”, de Igor Ribeiro
“Madrigal: um conto de imagens por palavras”, de Felipe Oliveira e Gustavo Alcântara
“Natureza do Homem”, de André Santos
“Paralise”, de Julia Sena
“Pedras Não Flutuam”, de Lara Ovídio
“Quando o Vento Passar”, de Plínio Sá
“Salvar, Curar e Soltar”, de Gustavo Guedes

Categoria Mostra Seridó
“A Bulandeira”, de Joelma Lobo e Danúbio Silva
“As Flores de Cacto do João XXIII”, de Bruna Justa
“A Vila do Sossego”, de Alex Macedo
“Do Passado ao Fracasso”, de ngelo Gabriel de Lucena Félix
“Leila”, de Erick Henrique
“Mãos que Transformam”, de Acácio Medeiros
“Morgana”, de Alex Macedo
“Prelúdio”, de Dynho Silva
“Sicários”, de Gabriel Santos e Danúbio Silva
“Trans la del Barrio”, de Freddie Araujo

Categoria Diversidade
“Alfazema”, de Sabrina Fidalgo
“Batom Vermelho Sangue”, de R.B. Lima
“Campo Minado”, de Jessica Teleze
“Desyrrê”, de Marlom Meirelles e Oficinas Documentando
“Marie”, de Leo Tabosa
“Martelo, bigorna e estribo”, de J.P. Moraes
“Os Últimos Românticos do Mundo”, de Henrique Arruda
“Quântica”, de Tati Lenna
“Selma Depois da Chuva”, de Loli Menezes
“Tônica da Cidade”, de Viviane Rodrigues

Categoria Sessão Diálogos de Cinema
“Etnomídia Indígena Brasileira”, de Icaro Cooke Vieira
“Inspirações”, de Ariany de Souza
“O Cinema é um Encontro”, de Urbanocine
“O Cinema que Não Se Vê”, de Erik Ely
“O Fantasma de Glauber Rocha”, de L. H. Girarde
“O Roteirista”, de Davi Frizzo
“Procura-se Sonhadores”, de Daniel Gouveia
“Roda Viva”, de Yuri Melo
“Travelling Adiante”, de Lucio Branco
“Um Bolo para os Inocentes”, de Giovanni Rizzo e Livia Collino

Categoria Mostra Cine Pax
“Raimundo Quintela o caçador de Vira Porco”, de Robson Fonseca
“KABUUUM!”, de Silvio Toledo
“Pranto”, de Jaime Guimarães
“Noia”, de Thiago Rodrigues
“Quaresma”, de Adriano Gomez
“As Viajantes”, de Davi Mello
“Antônia”, de Flávio Carnielli
“290 Venenos”, de Petter Baiestorf
“Mamãe Tem um Demônio”, de Demerson Souza
“A Mulher da Pele Azul”, de Esther Arruda e Pedro Ulee

Categoria Mostra Cine Alvorada
“A Visita”, de Maykon Rodrigues
“Blackout”, de Rossandra Leone
“Como segurar uma nuvem no chão”, de Marco Aurélio Gal
“Concreto Cinza Abstrato”, de Henrique Grise
“Ditadura Roxa”, de Matheus Moura
“DNA-M Deus Não Acredita em Máquinas”, de Ely Marques
“Em Cima do Muro”, de Hilda Lopes Pontes
“O Sorriso de Felícia”, de Klaus Hastenreiter
“Sirumi”, de Thiago Camargo
“Teoria Sobre um Planeta Estranho”, de Marco Antônio Pereira

Categoria Mostra Cine Rio Branco
“Almofada de Penas”, de Joseph Specker Nys
“A Casa e o Medo”, de Eduardo Aliberti, Henrique Truffi e Valentina Salvestrini
“A Fantástica Vida Breve do Sr. Massinha”, de Diego Goes
“Apneia”, de Carol Sakura e Walkir Fernandes
“Gato The Cat – O gato sem botas”, de Paula de Abreu
“Hornzz”, de Lena Franzz
“Linha”, de Francisco Lira
“Quando a Chuva Vem?”, de Jefferson Batista
“Sonhos da Isah: O Baú do Papai”, de Joao Ricardo Costa
“Vivi Lobo e o Quarto Mágico”, de Isabelle Santos e E. M. Z. Camargo

Categoria Mostra Cine São Francisco
“As Constituintes de 88”, de Gregory Baltz
“Aperto”, de Alexandre Estevanato
“Brasil, Cuba”, de Bertrand Lira e Arturo De la Garza
“Depois”, de Marcello Quintella e Boynard
“Hiato”, de Diogo Blanco
“Licença Poética”, de Ilaine Melo
“O Bé Desse Bode é Ibérico”, de Carito Cavalcanti
“O Medo das Árvores”, de Édier William
“Sábado Não é Dia de ir Embora”, de Luísa Giesteira
“Vista para Dias Nublados”, de Ana Luísa Moura

Serviço
3º Festival Curta Caicó
Quando: de 8 à 16 de agosto
Onde: no canal do Curta Caicó do Youtube