PUBLICIDADE
Noticia

Iniciativa da Funarte apoia orquestras sociais de todo o Brasil

Fruto de uma parceria entre a Fundação Nacional de Artes (Funarte) e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Sistema Nacional de Orquestras Sociais (Sinos) apoia músicos, regentes e professores de orquestras sociais do país

00:00 | 17/07/2020
Um dos objetivos do projeto é contribuir para o desenvolvimento das orquestras-escola de todo o Brasil (Alex Gomes/O Povo) (Foto: Alex Gomes/ Especial para O POVO)
Um dos objetivos do projeto é contribuir para o desenvolvimento das orquestras-escola de todo o Brasil (Alex Gomes/O Povo) (Foto: Alex Gomes/ Especial para O POVO)

Resultado da parceria entre a Fundação Nacional de Artes (Funarte) e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), o Sistema Nacional de Orquestras Sociais (Sinos) iniciou suas atividades na última quarta, 15, com diferentes atividades online. O programa promove capacitação musical e pedagógica para projetos orquestrais de todo o Brasil. As atividades seguem acontecendo durante todo o segundo semestre deste ano e alguns vídeos e publicações já estão disponíveis na plataforma do projeto.

O Sinos é uma rede composta por profissionais de música que atua em cursos, oficinas, concertos e festivais neste segundo semestre e também por todo o ano de 2021. “A nossa ideia é ser esse apoio pedagógico aos projetos que já existem. Foram contratados 50 professores do Brasil todo que estão produzindo videoaulas com temas específicos e questões técnicas adiantadas sobre o uso dos instrumentos por exemplo”, conta André Cardoso, , vice-diretor da Escola de Música da UFRJ e coordenador do projeto.

Inicialmente, todas as atividades acontecem exclusivamente online e, quando possível, serão realizadas ações presenciais em todas as regiões do país. A ideia é capacitar regentes, instrumentistas, compositores e educadores musicais, apoiando projetos sociais de música e, além disso, contribuir para o desenvolvimento das orquestras-escola de todo o país. A iniciativa integra o Programa Funarte de Toda Gente.

“Percebemos que nosso raio de ação é muito mais profundo do que só dar suporte aos grupos do país e sanar uma deficiência de formação que ainda existe em muitos deles. Na verdade, também estamos criando um banco de dados permanente e importantíssimo sobre as orquestras sociais existentes nas diferentes regiões, para que esses professores, alunos, regentes de todas as regiões possam ter acesso ao conteúdo online e sanar suas possíveis dúvidas a qualquer momento”, elucida Carla Rincón, diretora pedagógica do projeto.

Carla é uma das profissionais que integram o Curso de Capacitação Pedagógica para o Ensino dos Instrumentos de Cordas, direcionado para professores e monitores de projetos sociais de todo o país. “O Sinos favorece o diálogo com diversos grupos Brasil, facilita esse convívio com colegas que vivem outras experiências, outros desafios, é um espaço para se aprender com experiência do outro”, avalia. O Sinos também prevê a publicação de um repertório criado por 30 compositores de todo o Brasil que será ofertado gratuitamente no site para o uso das orquestras sociais em seus ensaios.

Diferentes formatos


O Sinos é composto por oito linhas de ação: Pedagogia para cordas, Projeto Espiral – capacitação instrumental de jovens músicos, Projeto orquestra, Sinos e-orquestra, Academia de regência, Academia de ópera, Orquestra/Instituição parceira e Festivais de música. No momento, em razão das restrições impostas pela pandemia de Covid-19, o projeto desenvolve apenas algumas dessas linhas de ação, com atividades online – cursos, oficinas e publicações, disponibilizadas de modo virtual, todas gratuitas, mediante inscrição.

Como suporte a essas ações, o Sinos conta com o formato interativo das “lives” na internet, em que professores, músicos e profissionais da área interagem com alunos de diferentes regiões do País, em tempo real, para conversar sobre temas relacionados às oficinas e de atualidades da profissão. Nessa ferramenta, também há espaço para realização de entrevistas e mesas redondas. O projeto também prevê a publicação de cadernos pedagógicos, apostilas e partituras e de um periódico destinado ao universo das orquestras do Brasil, sejam elas profissionais ou acadêmicas. O objetivo é dar apoio pedagógico, teórico e prático ao trabalho de organizações sociais, instituições de ensino e orquestras do Brasil.

Para ter acesso ao conteúdo

http://www.sinos.art.br/