PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Morre a cineasta Suzana Amaral, diretora do filme "A Hora da Estrela"

A cineasta faleceu no Hospital Sírio-Libanês no fim da tarde desta quinta-feira, 25. Morte não foi relacionada à Covid-19

23:25 | 25/06/2020
Suzana nunca chegou a confirmar oficialmente sua idade (Foto: Reprodução/YouTube)
Suzana nunca chegou a confirmar oficialmente sua idade (Foto: Reprodução/YouTube)

Morreu no fim da tarde desta quinta-feira, 25, a cineasta renomada Suzana Amaral. Há cerca de um ano, ela sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) e acabou ficando com a saúde debilitada. De acordo com o jornal O Globo, a cineasta faleceu no Hospital Sírio-Libanês e sua morte não teve nenhuma relação com o coronavírus.

Suzana dirigiu em 1985 o longa "A Hora da Estrela", adaptado da obra literária de mesmo nome da escritora Clarice Lispector. O filme foi premiado com o Urso de Prata de melhor atriz para Marcélia Cartaxo no Festival de Berlim de 1986. Ela dirigiu também "Uma vida em segredo" (2001) e "Hotel Atlântico" (2009).

A cineasta nunca chegou a confirmar oficialmente sua idade. Há registros na imprensa de seu nascimento entre 1928 e 1932. Suzana deixa nove filhos e mais de 20 netos.

"Minha mãe deixa legado em várias áreas, sobretudo no cinema. Suzana veio e trouxe para o cinema brasileiro uma nova linguagem, uma poética que era só dela — com muita influência do cinema alemão. Ela também deixa um legado na sua ética como professora, além de ter sido uma mãe maravilhosa”, diz a filha, Flávia, em entrevista à Folha de S. Paulo.