PUBLICIDADE
Noticia

Show de humor com Papudim será lançado em formato online no sábado, 2

A apresentação "Papudim, uma Boa Dose de Humor" foi gravada no Cineteatro São Luiz

28/04/2020 20:14:57
Papudim, personagem de Bené Barbosa
Papudim, personagem de Bené Barbosa (Foto: Divulgação)

Há mais de uma década, o artista, produtor e pesquisador Bené Barbosa interpreta Papudim. O personagem, que em um primeiro momento pode dar a ideia de ser uma alcoólatra, é um boêmio intelectual dos anos 1980. Em sua homenagem, a apresentação Papudim, uma Boa Dose de Humor foi criada. “É uma celebração, é um show de alguém que buscou ir por um caminho diferente”, diz.

A apresentação é o fruto de 15 anos de carreira de Bené. Sem palavrões e sem insultos, comunica-se com todas as idades sobre sentimentos tão universais. “Fala de casamento, sogra, política e futebol sempre com leveza”, afirma. Para o artista, o espetáculo será uma surpresa para o público que nunca teve a chance de assistir a uma performance completa de Papudim. O show será lançado no sábado, 2, às 19 horas, no Youtube.

“A arte é um remédio extremamente forte nesse momento. Não conseguiríamos viver bem, mesmo com todos os remédios, se não tivéssemos a arte. Estaríamos extremamente enlouquecidos”, acredita o produtor. Segundo ele, são essas expressões culturais que têm mantido as pessoas sãs durante o isolamento social.

Papudim, uma Boa Dose de Humor, porém, será uma das últimas aparições que fará com o personagem. “Tive a tomada de decisão de aposentar o Papudim, venho fazendo isso há alguns anos: sair do mercado do humor para focar mais nos projetos sociais”, indica. Idealizador do Instituto CEabrindo, ele busca incentivar a arte no Ceará.

Um de seus objetivos é pesquisar sobre o humor no Estado, que nasce em lugares comuns, como nos bares, nas periferias e nas esquinas. “A maior riqueza de um povo ainda é a sua cultura. Os grandes países do mundo vivem hoje das suas grandes obras, dos seus grandes autores. Eu pretendo fazer isso daqui pra frente”, explica Bené Barbosa.

Para ele, a verdadeira arte é atemporal. E, por ser assim, mostra os conflitos humanos que todos vivem. Foi nessa perspectiva que decidiu o fim para o personagem que o fez se tornar conhecido. Papocou, uma comédia além da morte conta a história do enterro Papudim. “Devo a ele muito do que sou hoje. Por isso, tenho um respeito grande. Devo dar a Papudim a melhor saída. Seria muito comum dizer somente que se encerrou”, expressa. Já com algumas parcerias e inscrições em editais, pretende lançar como curta-metragem até o final deste ano.

O artista reconhece a importância que fazer humor teve em sua carreira, mas sabe que é necessário fechar ciclos para começar novos.

Eu ficaria muito triste de morrer e ter feito uma coisa só. E não fechamos ciclos e voltamos de onde partimos. Se sairmos de um mesmo ponto, foi só uma volta”, conclui.

Serviço

Papudim, uma boa dose de humor

Quando: sábado, 2, às 19 horas

Onde: no Youtube do CEabrindo