PUBLICIDADE
Noticia

Plataforma disponibiliza filmes de arte gratuitamente

Cinema Belas Artes disponibiliza acervo cult em plataforma de streaming por R$ 10,90 por mês. Serviço segue gratuito até o próximo 15 de abril

Natália Coelho
08/04/2020 19:45:13

O cinema cult (do inglês, "culto") já virou gênero. O status é dado aos filmes cultuados por uma base de fãs geralmente menor que a das obras hollywoodianas. Por um lado, são acompanhados de pouca propaganda. Por outro, trazem muito experimentalismo técnico e visual, nostalgia (o que explica filmes em preto e branco em pleno século XXI) e, claro, um roteiro mais elaborado.

Se a descrição chamou atenção, o cinema cultural Petra Belas Artes, destino da avenida Paulista para os cinéfilos de plantão, lançou o "Belas Artes à la carte", serviço de streaming que conta com seleção de filmes cults. Com 200 produções no acervo - e adicionando quatro novas obras semanalmente - a plataforma custa R$ 10,90 por mês e reúne clássicos internacionais à parte do eixo hollywoodiano. A plataforma, inclusive, está com acesso gratuito até o próximo 15 de abril.

Decididos pela curadoria do cinema, os filmes estão divididos em diversas categorias excêntricas, como "Cults incríveis", "Mulheres maravilhosas", "Hahaha", "Se você nunca viu um filme cult comece aqui", "Preparem seus lenços", "Todo cinéfilo precisa ver antes de morrer", "França mon amour", "Não soubemos classificar" e outros. Cada produção acompanha um vídeo sobre o porquê do título ter sido selecionado, além de curiosidades e comentários de especialistas e cinéfilos.

O acervo conta com clássicos internacionais, como O Gabinete do Dr. Caligari (1920), Metrópolis (1927) e Uma Mulher é uma Mulher (1961), "Bagdad Café" (1987), O Sol Enganador (1994), Perdidos em Paris (2016) e muitos outros.

Inaugurado na avenida Paulista em julho de 1956 sob o nome de Cine Trianon, o hoje Petra Belas Artes ganhou esse nome pelo patrocínio do grupo Petrópolis desde maio de 2019. O cinema é um ponto de encontro cultural e artístico em São Paulo, exibindo filmes fora do eixo comercial, e está fechado desde o último 17 de março devido à quarentena causada pelo novo coronavírus.

O cinema também está realizando campanha para arrecadar doações para conseguir manter o espaço. Com a meta de R$ 50 mil, a campanha segue até maio e cada contribuição dá direito a algum benefício, que poderá ser resgatado após a quarentena.

Petra Belas Artes

Quanto: acesso gratuito até 15 de abril

Onde: belasartesalacarte.com.br

O Gabinete do Dr. Caligari
O Gabinete do Dr. Caligari (Foto: fotos Divulgação)

O Gabinete do Dr. Caligari

Filme do expressionismo alemão, mudo e de terror, O Gabinete do Dr. Caligari é dirigido por Robert Wiene, conhecido também por filmes como Genuíne e I.N.R.I. A obra acompanha os acontecimentos em um vilarejo montanhoso da Alemanha após a chegada de dr. Caligari. O homem convida aos habitantes para assistirem às previsões de seu acompanhante, Cesare, que há 25 anos dorme em um sono profundo e que pode ver o futuro. Quando as terríveis previsões do homem começam a se concretizar, a cidade começa a desconfiar da do forasteiro e sua relação com as atrocidades.

Metrópolis é um clássico distópico baseado em livro de mesmo nome do autor Thea von Harbou
Metrópolis é um clássico distópico baseado em livro de mesmo nome do autor Thea von Harbou (Foto: Divulgação)

Metrópolis

O filme de ficção científica distópico, também alemão, foi considerado uma obra prima e segue com esse título intacto. Dirigido pelo austríaco Fritz Lang, a trama acontece em 2026, na cidade de Metrópolis. A região é dividida em duas: a dos trabalhadores e a dos privilegiados, ambas governadas pelo empresário Joh Fredersen. A situação injusta começa a mudar, entretanto, quando o filho do empresário, o jovem Feder, descobre as atrocidades vividas pelo operários e começa uma operação que pode mudar a situação da cidade. Ao meio tempo, um cientista constrói uma máquina para ressuscitar a mulher que amava. O filme é baseado em livro de mesmo nome do autor Thea von Harbou.

"Uma mulher é uma mulher" é um dos filmes mais conhecidos do francês Jean-Luc Godard (Foto: Divulgação)

Uma Mulher é uma Mulher

Romance, comédia e musical francês, Uma Mulher É Uma Mulher é dirigido por Jean-Luc Godard, conhecido por sua participação do movimento Nouvelle vague - que faz referência aos novos diretores franceses da década de 1960. O filme acompanha Angela, uma dançarina de cabaré que deseja ter um filho com seu namorado, que rejeita a ideia. O homem então tenta convencer seu amigo, Alfred, a engravidar sua namorada, que se vê confusa em relação aos seus sentimentos quando aceita a proposta.

"O Sol Enganador" é filme russo de 1994 que relata o autoritarismo do regime soviético (Foto: Divulgação)

O Sol Enganador

Dirigido e atuado por Nikita Mikhalkov, O Sol Enganador é um filme russo que que passa em 1936 e denuncia o autoritarismo do regime soviético. Kotov, comandante do exército russo, está em sua casa de campo com a família quando Dimitri, um velho amigo, aparece. Receoso por informações que sabe sobre o visitante, Kotov se pergunta o que essa visita de Dimitri pode significar. Ao meio tempo, uma metáfora: uma bola de fogo anda pelos campos, perto da casa em que a trama acontece.

Perdidos em Paris é uma comédia contemporânea que se passa nas ruas de Paris
Perdidos em Paris é uma comédia contemporânea que se passa nas ruas de Paris (Foto: Divulgação)

Perdidos em Paris

A comédia de 2016 Perdidos em Paris é dirigida e estrelada pelo casal Fiona Gordon e Dominique Abel. Na trama, Fiona, uma bibliotecária canadense, recebe uma carta misteriosa de sua tia distante, que a pede que vá imediatamente para Paris para impedir que seja internada em um asilo. Confusa, Fiona arruma as malas e, em companhia de Dom, uma pessoa em situação de rua, rabugenta e esperta, começa sua busca em Paris, sem ter nenhuma ideia de como encontrar a tia ou de como agir na capital francesa.