PUBLICIDADE
Cronica

Com ruas vazias, pandemia leva um novo cenário às cidades

Isolamento domiciliar para reduzir a propagação do novo coronavírus esvazia cidades ao redor do mundo, promove reflexões e outras formas de sociabilidade

Bruna Forte
03/04/2020 20:36:12
Santiago, Chile, em 22 de março de 2020. - O Chile estabeleceu um toque de recolher noturno das 22H00 às 05H00 a partir de domingo. O Chile já havia declarado um "estado de catástrofe" e adiou um referendo constitucional, enquanto vários países anunciaram toque de recolher noturno enquanto a América Latina expandia seu bloqueio de coronavírus na quarta-feira. (Foto de MARTIN BERNETTI / AFP) VA 04.04
Santiago, Chile, em 22 de março de 2020. - O Chile estabeleceu um toque de recolher noturno das 22H00 às 05H00 a partir de domingo. O Chile já havia declarado um "estado de catástrofe" e adiou um referendo constitucional, enquanto vários países anunciaram toque de recolher noturno enquanto a América Latina expandia seu bloqueio de coronavírus na quarta-feira. (Foto de MARTIN BERNETTI / AFP) VA 04.04 (Foto: MARTIN BERNETTI / AFP)

"A rua! Que é a rua? (...) Os dicionários dizem: 'Rua, do latim ruga, sulco. Espaço entre as casas e as povoações por onde se anda e passeia'. Abri o primeiro, abri o segundo, abri dez, vinte enciclopédias, manuseei in-folios especiais de curiosidade. A rua era para eles apenas um alinhado de fachadas, por onde se anda nas povoações... Ora, a rua é mais do que isso, a rua é um fator da vida das cidades, a rua tem alma!". Na célebre obra A alma encantadora das ruas (1908), o jornalista carioca João do Rio é assertivo — nascida do suor humano, a rua é artéria que carrega sangue rico em oxigênio. Pulsa masala nas barraquinhas de comida em Mumbai, cores no emblemático museu a céu aberto El Caminito em Buenos Aires, luzes na charmosa Champs-Élysées em Paris. A rua é, por excelência, lugar do encontro.

Vivemos, entretanto, um presente em crise. A pandemia do novo coronavírus se alastra feito erva daninha: até o fechamento desta edição, o número de casos confirmados no mundo ultrapassava 1 milhão e mais de 52 mil pessoas já haviam morrido em decorrência da doença. Na Itália e no Equador, cadáveres se acumulam em calçadas. O cenário é assolador e urge: esvaziemos as ruas. O isolamento é impreterível medida no combate à proliferação da Covid-19. Hoje a rua é, sobretudo, lugar do silêncio.

A experiência do corpo coletivo, que vibra ao ocupar múltiplos espaços públicos, só é uma possibilidade do amanhã se hoje nos resguardarmos. A antropóloga indiana Veena Das mobiliza o conceito de "eventos críticos", acontecimentos que marcam uma distinção brusca entre o antes e o depois. A pandemia do novo coronavírus rompe nossas antigas formas de estar no mundo. Para inaugurar o futuro, talvez seja imprescindível encontrar a ancestral sabedoria dos povos originários e compreender que o respeito pela vida do outro é a condição de sobrevivência de cada um.

A seguir, um giro pelo mundo e suas paisagens modificadas a partir de uma sociedade que recua para enfrentar o desconhecido.

 

Fortaleza, Ceará Brasil 25.03.2020 Imagem aérea do Bairro Pirambu e Vila do Mar durante a quarentena provocada pelo pandemia do  corona vírus (Fco Fontenele/O POVO)
Fortaleza, Ceará Brasil 25.03.2020 Imagem aérea do Bairro Pirambu e Vila do Mar durante a quarentena provocada pelo pandemia do corona vírus (Fco Fontenele/O POVO) VA 04.04 (Foto: FCO FONTENELE)

Fortaleza

Bairro Pirambu e Vila do Mar durante a quarentena para diminuir a propagação do coronavírus na capital cearense. Foto: 25 de março de 2020

 

Bogotá, em 23 de março de 2020. Vista aérea do cemitério Central vazio. O presidente colombiano Ivan Duque anunciou o isolamento preventivo obrigatório de 24 de março a 13 de abril como medida contra a disseminação do novo coronavírus. (Foto de Raul ARBOLEDA / AFP)
Bogotá, em 23 de março de 2020. Vista aérea do cemitério Central vazio. O presidente colombiano Ivan Duque anunciou o isolamento preventivo obrigatório de 24 de março a 13 de abril como medida contra a disseminação do novo coronavírus. (Foto de Raul ARBOLEDA / AFP) VA 04.04 (Foto: Raul ARBOLEDA / AFP)

Bogotá

As autoridades colombianas anunciaram uma simulação obrigatória de isolamento para o fim de semana prolongado, de 21 a 23 de março, como medida preventiva contra a propagação do novo coronavírus. Foto: 20 de março de 2020

 

Santiago, Chile, em 22 de março de 2020. - O Chile estabeleceu um toque de recolher noturno das 22H00 às 05H00 a partir de domingo. O Chile já havia declarado um
Santiago, Chile, em 22 de março de 2020. - O Chile estabeleceu um toque de recolher noturno das 22H00 às 05H00 a partir de domingo. O Chile já havia declarado um "estado de catástrofe" e adiou um referendo constitucional, enquanto vários países anunciaram toque de recolher noturno enquanto a América Latina expandia seu bloqueio de coronavírus na quarta-feira. (Foto de MARTIN BERNETTI / AFP) VA 04.04 (Foto: MARTIN BERNETTI / AFP)

Chile

O país estabeleceu um toque de recolher noturno das 22h às 5h. O Chile já havia declarado um "estado de catástrofe" e adiou um referendo constitucional. Foto: 22 de março de 2020

 

Líbano em 22 de março de 2020, A foto mostra a palavra Corona escrita na areia da praia na cidade de Saida, no sul do Líbano, em meio à disseminação do coronavírus no país.  (Foto de Mahmoud ZAYYAT / AFP)
Líbano em 22 de março de 2020, A foto mostra a palavra Corona escrita na areia da praia na cidade de Saida, no sul do Líbano, em meio à disseminação do coronavírus no país. (Foto de Mahmoud ZAYYAT / AFP) VA 04.04 (Foto: Mahmoud ZAYYAT / AFP)

Líbano

Esvaziamento da praia na cidade de Saida, no sul do Líbano, em meio à disseminação do coronavírus no país. Foto: 22 de março de 2020

 

Bogotá, em 20 de março de 2020. Vista aérea de estradas vazias em  - As autoridades colombianas anunciaram uma simulação obrigatória de isolamento para o fim de semana prolongado, de 21 a 23 de março, como medida preventiva contra a propagação do novo coronavírus, COVID-19. (Foto de Raul ARBOLEDA / AFP)
Bogotá, em 20 de março de 2020. Vista aérea de estradas vazias em - As autoridades colombianas anunciaram uma simulação obrigatória de isolamento para o fim de semana prolongado, de 21 a 23 de março, como medida preventiva contra a propagação do novo coronavírus, COVID-19. (Foto de Raul ARBOLEDA / AFP) VA 04.04 (Foto: Raul ARBOLEDA / AFP)

Bogotá

Cemitério Central vazio. O presidente colombiano Ivan Duque anunciou o isolamento preventivo obrigatório de 24 de março a 13 de abril como medida contra a disseminação do novo coronavírus. Foto: 23 de março de 2020

 

India em 22 de março de 2020, A foto mostra uma estrada deserta perto da mesquita Jama Masjid durante um toque de recolher de um dia em Janata (civil) em todo o país imposto como medida preventiva contra o coronavírus COVID-19 nos antigos bairros de Nova Délhi. - Quase um bilhão de pessoas em todo o mundo ficaram confinadas em suas casas, pois o número de mortes por coronavírus ultrapassou 13.000 e as fábricas foram fechadas na Itália mais atingida após outro registro de mortes de um dia. (Foto de Jewel SAMAD / AFP)
India em 22 de março de 2020, A foto mostra uma estrada deserta perto da mesquita Jama Masjid durante um toque de recolher de um dia em Janata (civil) em todo o país imposto como medida preventiva contra o coronavírus COVID-19 nos antigos bairros de Nova Délhi. - Quase um bilhão de pessoas em todo o mundo ficaram confinadas em suas casas, pois o número de mortes por coronavírus ultrapassou 13.000 e as fábricas foram fechadas na Itália mais atingida após outro registro de mortes de um dia. (Foto de Jewel SAMAD / AFP) VA 04.04 (Foto: Jewel SAMAD / AFP)

Índia

Estrada deserta perto da mesquita Jama Masjid durante um toque de recolher de um dia em Janata (civil) em todo o país imposto como medida preventiva contra o coronavírus. Foto: 22 de março de 2020

 

Florença, em 21 de março de 2020, Uma visão geral mostra uma Piazza Santa Croce vazia, como parte das medidas tomadas pelo governo italiano para combater a propagação do COVID-19, o novo coronavírus. (Foto de Carlo BRESSAN / AFP)
Florença, em 21 de março de 2020, Uma visão geral mostra uma Piazza Santa Croce vazia, como parte das medidas tomadas pelo governo italiano para combater a propagação do COVID-19, o novo coronavírus. (Foto de Carlo BRESSAN / AFP) VA 04.04 (Foto: Carlo BRESSAN / AFP)

Florença

Piazza Santa Croce, uma das principais praças localizadas no bairro central de Florença, região da Toscana, na Itália. O país foi um dos mais afetados pelo novo coronavírus. Foto: 21 de março de 2020

 

Beirute em 21 de março de 2020 mostra uma vista aérea da auto-estrada
Beirute em 21 de março de 2020 mostra uma vista aérea da auto-estrada "circular" que atravessa o centro da capital libanesa, Beirute, como ruas vazias para minimizar o contato social como parte dos esforços contra a doença de coronavírus COVID-19. (Foto AFP) VA 04.04 (Foto: AFP)

Beirute

A auto-estrada circular que atravessa o centro da capital libanesa, Beirute, com ruas vazias para minimizar o contato social como parte dos esforços contra o coronavírus. Foto: 21 de março de 2020