PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

PDT entra com notícia-crime contra Bolsonaro no STF

Partido pediu investigação por abuso de poder econômico e uso indevido dos meios de comunicação nas eleições de 2018.

Filipe Pereira
17:41 | 09/02/2021
Presidente nacional do PDT cumpre agenda em Fortaleza (Foto: Aurélio Alves/O POVO) (Foto: AURELIO ALVES)
Presidente nacional do PDT cumpre agenda em Fortaleza (Foto: Aurélio Alves/O POVO) (Foto: AURELIO ALVES)

Em publicação nas redes sociais, o Partido Democrático Trabalhista (PDT) anunciou nessa terça-feira, 9, que entrou com ação no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). A legenda requer investigação por abuso de poder econômico e uso indevido dos meios de comunicação nas eleições de 2018. 

Até o momento, nenhum representante do partido se manifestou sobre o pedido. A publicação foi compartilhada por Carlos Lupi, presidente nacional do PDT. 

Quando um crime ocorre, é preciso que as autoridades competentes sejam notificadas para dar início à investigação contra seu autor ou autores. Para tanto, é preciso fazer a exposição do fato criminoso à polícia, Ministério Público ou demais órgãos jurídicos. A essa comunicação dá-se o nome de “notícia-crime”. 

Em janeiro, representantes do PDT e outros quatro partidos de oposição ao governo federal divulgaram uma nota anunciando um novo pedido de impeachment de Bolsonaro em função da crise sanitária vivida no Amazonas. O estado enfrenta aumento de casos e mortes por Covid-19 e, recentemente, falta de oxigênio em hospitais.

O pedido foi assinado por lideres na Câmara do PT, PSB, PT, PCdoB, e Rede, além do líder da Minoria. No texto, as legendas consideram a “prática de crimes de responsabilidade em série, que resultaram na dor asfixiante do Amazonas e de milhares de famílias brasileiras”.