Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Test-Drive Corolla Cross: a marca como trunfo

A Toyota demorou um certo tempo para entrar no grid dos SUVs no Brasil. Na hora de entrar, decerto o faria com o pé fundo no acelerador. E fez. Batizou como homônimo de seu sedã campeão de vendas. Desde março, ele está na pista disposto a brigar com modelos como o Jeep Compass, líder dentre os SUVs médios, e o VW Taos. Este mês, O POVO testou o novato na versão Corolla Cross XRE em Fortaleza. Ela custa R$ 162 mil
23:34 | Set. 21, 2021
Autor Jocélio leal
Foto do autor
Jocélio leal Editor-chefe dos núcleos de Economia e Negócios (Veículos, Imóveis e Empregos&Carreiras)
Ver perfil do autor
Tipo Opinião

Fortaleza - A Toyota demorou um certo tempo para entrar no grid dos SUVs no Brasil. Na hora de entrar, decerto o faria com o pé fundo no acelerador. E fez apostando na força da marca. Batizou como homônimo de seu sedã campeão de vendas. Desde março, ele está na pista disposto a brigar com modelos como o Jeep Compass, líder dentre os SUVs médios, e o VW Taos. Este mês, O POVO testou o novato na versão Corolla Cross XRE em Fortaleza. Ela custa R$ 162 mil.

Na lista das virtudes, pelo conceito da marca, cotação valorizada e pós-venda mais tranquilo. Contudo, exige do motorista lembrar de que não está a bordo de um tiozão, como todo sedã. Ademais, aquele pedal de freio no alto à esquerda faz viajar no tempo e se sentir em uma picape do passado. Precisava mesmo daquilo?

Bem, vamos às ruas. O modelo chama a atenção quando parado. No trânsito, não chega a ser uma atração porque se perde no meio da fauna de SUVs cada vez maior e mais parecida. Na frente, a montadora apostou no caráter robusto com a configuração da grade trapezoidal dupla. Uma forma de buscar aparência ampla e forte. A grade superior, pintada em cinza escuro e em formato de colmeia, tem um quê de Lexus, e traz o logotipo Toyota.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Você pisa e ele responde com firmeza. Foi assim sempre que requisitado na BR-116, na CE-040 e CE-010, respeitando os limites das rodovias. Graças ao motor 2.0L Dynamic Force, presente nas versões XR e XRE, enquanto o sistema híbrido fica disponível nas versões XRV Hybrid e XRX Hybrid.

Por dentro, o Corolla Cross tem aquela cara do sedã, com pequenas diferenças. No SUV, todo o acabamento é disposto horizontalmente até se conectar com as portas. É um recurso de design para dar a sensação maior de amplitude. Por falar nisso, o campo de visão é bom. Frente a versão sedã, a posição de dirigir é 120 mm mais alta.

A engenharia da Toyota fez outros aprimoramentos nesse sentido. Fala na colocação dos espelhos retrovisores nos painéis das portas e o estreitamento da coluna A em 7 mm (na comparação com o sedã). Este artifício ajudaria na visibilidade e na redução do ruído do vento, aumentando o silêncio a bordo. Em verdade, este não é um problema do carro. Foram colocados isoladores de som adicionais no cofre do motor, no teto, no assoalho e em partes das portas por menos vibração.

Ele tem 2,64 metros de entre eixos e isso faz diferença. Oferece espaço para pernas e cabeças sem economia na frente e atrás. Já o porta-malas de 440 litros, embora nem seja o maior da categoria, resolve. Tem abertura boa e permite carregar muita coisa, inclusive as compras do mercantil bem. Caso preciso, o banco traseiro é retrátil e bipartido. Pode-se ampliar o espaço para cargas. Quem viaja atrás conta com duas tomadas USB para carregar celulares e o que quiser.

O console central é mais espesso e é sustentado por duas hastes nas extremidades com acabamento na cor prata. As maçanetas internas das portas e os difusores de ar no painel central também possuem acabamento prateado. Porta-copos e objetos nas portas há dois, no console central e no apoio de braços no banco traseiro. Você pode baixar ou recolher.

A versão XRE, assim como a XRV Hybrid, tem exclusivamente partes revestidas de couro e material sintético preto. O volante de três raios com controles de áudio e computador de bordo tem acabamento em couro. Sim, olhando para ele vem de novo a sensação de estar no sedã. A versão XRE oferece um plus. As aletas para trocas de marcha (paddle shift) ou borboletas, como queiram.

O painel de instrumentos nas versões XR, XRE e XRV Hybrid possuem três mostradores: um circular, no centro, onde vê-se o velocímetro e o nível de combustível; um semicircular do lado esquerdo, onde exibe o conta-giros (nas versões XR e XRE) e o indicador do sistema híbrido (na versão XRV Hybrid), bem como o termômetro do motor para ambas abaixo do semicírculo; e uma tela de TFT de 4,2” colorida do lado direito que mostra o computador de bordo, com informações como indicador de marcha, consumo de combustível, hodômetro, autonomia etc.

EQUIPAMENTOS
Desde a versão de entrada XR o modelo conta com ar-condicionado digital automático com duto traseiro, banco do motorista com regulagem para seis ajustes – altura, distância e inclinação, banco do passageiro dianteiro com regulagem manual para quatro ajustes (distância e inclinação), direção eletroassistida progressiva (EPS), computador de bordo com tela TFT de 4,2” de alta resolução, freio de estacionamento no pedal, espelhos retrovisores externos elétricos eletro-retráteis e rebatimento automático ao fechar o veículo e pisca integrado, modo de seleção de condução Sport (versões XR e XRE), rack de teto longitudinal, e sistema de áudio central multimídia Toyota Play com tela sensível ao toque de 8”, rádio AM/FM, função MP3, entrada USB, Bluetooth, conexão para smartphones e tablets com Android Auto e Apple CarPlay.

As versões XRE, XRV Hybrid e XRX Hybrid adicionam sistema de destravamento das portas por sensores na chave (Smart Entry), sistema de partida por botão (Start Button/Push Start), limpador do para-brisa com sensor de chuva, enquanto somente a XRE conta com paddle shift no volante.

As versões híbridas XRV e XRX contam com modo de seleção de condução Power, enquanto somente a XRX Hybrid possui ar-condicionado digital automático Dual Zone com sistema S-Flow e duto traseiro, banco do motorista com regulagem elétrica para oito posições: altura, distância, inclinação do encosto e inclinação do assento e teto solar elétrico com função antiesmagamento.

A edição limitada Special Edition é baseada na topo de linha, XRX Hybrid, no entanto, vem com ainda mais equipamentos, como carregador por indução para celular (wireless charger) e alguns acessórios, tais como estribo lateral, soleira nas portas e bandeja do porta-malas.

Conjunto de suspensão

O Corolla Cross tem suspensão dianteira independente, MacPherson com molas helicoidais e barra estabilizadora – como no sedã. Entretanto, a japonesa diz que a fricção do amortecedor foi reduzida, garantindo maior responsividade do equipamento. O efeito esperado é uma resposta mais aprimorada da direção, com mais conforto ao dirigir. Já a suspensão traseira do Corolla Cross é do tipo eixo de torção com molas helicoidais e barra estabilizadora.

ANOTAÇÕES
Giro
A montadora garante o menor raio de giro da categoria, sendo possível realizar uma manobra de 180º em apenas 10,4 m.
Ângulos
Com um ângulo de ataque de 21º, promete melhor desempenho em depressões, valetas e lombadas. Durante o teste, não houve nenhuma dificuldade nas ruas de Fortaleza e entorno.
Motor
O 2.0L Dynamic Force Dual VVT-iE 16V DOHC de ciclo Atkinson Flex rende 177 cv de potência a 6.600 rpm, quando abastecido com etanol, e 169 cv, a 6.600 giros, com gasolina. O torque máximo abastecido com etanol ou gasolina é 21,4 kgf.m a 4.400 rpm.
Transmissão
A transmissão do SUV também é a Direct Shift de 10 marchas. Os engenheiros da Toyota acoplaram uma engrenagem mecânica que atua na arrancada do veículo, melhorando a aceleração do veículo em 1ª marcha.
Consumo
O Programa de Etiquetagem do Inmetro informa:, o Corolla Cross com o motor 2.0 aspirado e flexível faz médias urbanas de 8 km/l, com etanol, e de 11,5 km/l, com gasolina. Já na estrada, as médias são de 9 km/l e 12,8 km/l, respectivamente.
Segurança
Desde a versão de entrada XR, o modelo já vem dotado de sete airbags (dois frontais, dois laterais, dois de cortina e um de joelho para o motorista), câmera de ré com projeção na central multimídia (as versões XRE, XRV Hybrid e XRX Hybrid contam ainda com linhas guias dinâmicas), controle eletrônico de estabilidade (VSC), controle eletrônico de tração (TRC), sistema de assistência ao arranque em subida (HAC), sensor de estacionamento traseiro, faróis com acendimento automático e ajuste de altura elétrico, faróis de neblina dianteiros em LED, luz de frenagem emergencial automática, alarme volumétrico e sistema universal ISOFIX para fixação de cadeirinhas no banco traseiro com ancoragem de três pontos.

As versões XRE, XRV Hybrid e XRX Hybrid ainda contam com limpador do para-brisa com sensor de chuva, enquanto as versões híbridas possuem sensor de estacionamento dianteiro, Alerta de Ponto Cego em que um sistema de luzes indicadoras nos retrovisores laterais e avisos sonoros avisam o motorista quando um veículo entra no seu ponto cego, e o Alerta de Tráfego Traseiro (RCTA), que permite que o veículo saia de uma vaga de estacionamento com segurança, detectando outros automóveis se aproximando de área com reduzido ângulo de visão. Nesta situação, usando um radar de ondas milimétricas, o RCTA emite sinais sonoros, enquanto as luzes indicadoras dos espelhos retrovisores externos piscam intermitentemente.

Radar
Além dessas tecnologias de segurança passiva, o destaque do Corolla Cross é seu pacote de segurança ativa Toyota Safety Sense (TSS), disponível nas versões XRV Hybrid e XRX Hybrid. Este sistema conta com um radar de ondas milimétricas combinado com uma câmera monocular para detectar uma variedade de perigos e alertar o motorista

TECNOLOGIAS
Sistema de Pré-Colisão Frontal (PCS)
O sistema de Pré-Colisão Frontal do Toyota Safety Sense usa a câmera e o radar de ondas milimétricas para detectar veículos que circulam nas ruas e estradas. Se o sistema detectar a possibilidade de uma colisão, ele alerta o motorista por meio de avisos sonoros e visuais e ativa a assistência de frenagem para evitar ou reduzir os danos causados por elas. Como novidade, o sistema agora passa a detectar também pedestres e ciclistas.
Sistema de Assistência de Permanência de Faixa (LTA), com função de Alerta de Mudança de Faixa (LDA)
Em determinadas circunstâncias, o Sistema de Alerta de Mudança de Faixa (Lane Departure Alert System – LDA) é projetado para detectar desvios de pista quando as linhas divisórias são visíveis. Ao ouvir e ver os alertas, e depois de verificar que é seguro fazê-lo, o veículo deve ser redirecionado para o centro da pista. Este sistema também inclui a funcionalidade de condução assistida que, junto com o Sistema de Assistência de Permanência de Faixa (Lane Trace Assist – LTA) observa as marcações da estrada e faz ajustes para ajudá-lo a manter sua posição, aplicando suporte de direção extra e soando um alerta sonoro.
Faróis altos automáticos (AHB)
Faróis altos automáticos (AHB) são um sistema de segurança projetado para ajudar o motorista a ver mais claramente à noite sem distrair outros motoristas. O AHB trabalha com uma câmera a bordo para detectar os faróis dos veículos que se aproximam e os faróis traseiros dos veículos na frente e alterna automaticamente entre os faróis altos e baixos em conformidade.
Controle de Cruzeiro Adaptativo (ACC)
O Controle de Cruzeiro Adaptativo (ACC) é um sistema semelhante ao “cruise control” que permite a condução a uma velocidade constante pré-determinada. O ACC usa o radar de ondas milimétricas montado na grade frontal e a câmera projetada a bordo para detectar veículos, calcular sua distância e ajustar a velocidade para ajudar a manter uma distância predeterminada de veículo para veículo.

O espaço no banco traseiro é confortável com a distância entre eixos de 2.640 mm
O espaço no banco traseiro é confortável com a distância entre eixos de 2.640 mm (Foto: JOCÉLIO LEAL)

Apoio de braços no banco traseiro
Apoio de braços no banco traseiro (Foto: JOCÉLIO LEAL)

As cores disponíveis para o novo Corolla Cross são Branco Polar (sólido), Branco Lunar Perolizado, além das cores metálicas: Preto Infinito, Prata Lua Nova, Cinza Granito, Vermelho Granada (a do carro testado) e a nova cor Azul Netuno
As cores disponíveis para o novo Corolla Cross são Branco Polar (sólido), Branco Lunar Perolizado, além das cores metálicas: Preto Infinito, Prata Lua Nova, Cinza Granito, Vermelho Granada (a do carro testado) e a nova cor Azul Netuno (Foto: JOCÉLIO LEAL)

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags