PUBLICIDADE
Veículos
Noticia

Chevrolet confirma produção de nova picape

A General Motors anunciou que produzirá um modelo inédito no complexo industrial de São Caetano do Sul

20:15 | 10/05/2021
Segundo a montadora, a linha de montagem da fábrica de São Caetano do Sul será preparada em várias etapas para produzir a nova picape  (Foto: Divulgação/GM)
Segundo a montadora, a linha de montagem da fábrica de São Caetano do Sul será preparada em várias etapas para produzir a nova picape (Foto: Divulgação/GM)

Uma nova picape da Chevrolet está prestes a ser lançada. O modelo inédito será produzido no complexo industrial de São Caetano do Sul, conforme a General Motors anunciou nesta segunda-feira, 10.

A picape está em fase de desenvolvimento e será o próximo integrante da nova família de veículos globais da Chevrolet, já composta pelas atuais gerações de Onix, Onix Plus e Tracker – todos referência em suas respectivas categorias. Sites especializados garantem que o novo veículo será a "nova Montana", a ser lançada em 2022 no mercado brasileiro.

De acordo com a GM, um dos objetivos, com a nova picape, é ampliar a presença da marca Chevrolet "no próspero segmento de picapes". Assim, contribui ainda para o fortalecimento de outros produtos estratégicos para a empresa no mercado, como a S10.

Para receber o novo modelo da Chevrolet, a linha de montagem da fábrica de São Caetano do Sul será preparada em várias etapas, a fim de minimizar os impactos na produtividade do complexo. A primeira fase está prevista para começar nas próximas semanas.

A GM informa que a fábrica de São Caetano do Sul receberá ferramentais específicos, que precisarão ser instalados e devidamente implementados para dar início à montagem do veículo inédito. Está prevista ainda uma completa readequação no fluxo fabril do complexo, além da capacitação dos empregados, conforme a montadora.

"O modelo chegará para complementar a linha de picapes Chevrolet. Além disso, vai estrear um conceito completamente inovador para a marca no segmento de veículos utilitários", afirma Carlos Zarlenga, presidente da GM América do Sul.