Participamos do

Sistema EllaLink entra em operação: Fortaleza, São Paulo, Lisboa e Madri

O primeiro cabo submarino de alta capacidade entre Europa e América Latina está conectado aos data centers da Equinix. Ligando Europa e Brasil, passa por Fortaleza
14:18 | Nov. 25, 2021
Autor Hamilton Nogueira
Foto do autor
Hamilton Nogueira Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A Equinix, empresa mundial de infraestrutura digital™, e a EllaLink anunciaram que o primeiro sistema de cabo submarino de alta capacidade entre a Europa e a América Latina está em pleno funcionamento. Entregue pela EllaLink aos data centers Equinix International Business Exchange™ (IBX®) — SP4 em São Paulo, LS1 em Lisboa e MD2 em Madri —, o novo sistema proporciona um aumento de 50% na performance de rede entre data centers no Brasil, Portugal e Espanha, em comparação com as rotas que antes precisavam transitar pela América do Norte. A redução da latência é um fator crucial para provedores de conteúdo, empresas de cloud e do setor financeiro, nas quais um atraso de alguns milissegundos pode impactar a rentabilidade das operações de trading.

"A BSO oferece infraestrutura de nuvem privada de baixa latência, alto desempenho e alta disponibilidade para clientes no setor de mercado de capitais. Nosso trabalho para conectar os mercados emergentes com outras redes de comércio em todo o mundo gerou resultados significativos para as regiões, mesmo neste estágio inicial. Trabalhando com a Equinix e a EllaLink, sentimos que estamos bem posicionados para garantir que as empresas que desejam acessar o mercado brasileiro tenham tudo de que precisam", avalia Michael Ourabah, CEO da BSO.

"Oferecer conexões diretas entre a América Latina e a Europa com uma latência de 60ms é um divisor de águas no que se refere a latência transatlântica. Durante estes últimos meses, a EllaLink seguiu trabalhando diretamente com a Equinix para proteger conexões carrier-neutral dos nossos locais PoP nos data centers da Equinix, e agora estamos permitindo que os nossos clientes acessem diretamente os ricos ecossistemas de redes, clouds e provedores de serviços financeiros e de TI que a Equinix hospeda", diz Diego Matas, Diretor de Operações da EllaLink.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A EllaLink selecionou a Equinix devido à experiência da empresa em fornecer infraestrutura submarina de última geração e também ao seu acesso a densos e ricos ecossistemas de redes, clouds, provedores de serviços financeiros e de TI. A Equinix atua como parceira de interconexão em mais de 40 dos projetos de cabos submarinos.

"Mais dados do que nunca estão sendo produzidos e processados agora — e praticamente todos os bytes de dados que se movem pela internet tocam um cabo submarino. Como resultado disso, as organizações exigem acesso a redes de alta capacidade e baixa latência, capazes de conectá-las a data centers em todos os oceanos com os mais altos níveis de confiabilidade. É aí que a Equinix desempenha um papel fundamental e oferece uma enorme vantagem aos seus clientes. Qualquer usuário de uma rede de cabos submarinos que desemboque em um dos nossos terminais de data center global tem acesso imediato e de baixa latência a uma série de ecossistemas do setor dentro da Equinix", esclarece Jim Poole, VP de Business Development da Equinix.

Cabos submarinos transportam 99% do tráfego intercontinental

Os cabos submarinos são fundamentais para a internet e para a conectividade global, já que 99% do tráfego intercontinental cruza um cabo submarino — menos de um por cento do tráfego restante é transportado por meio de sistemas de satélite. O mercado global de cabos submarinos deverá ser avaliado em US$ 22 bilhões até 2025 — mais que o dobro de 2019 — e US$ 30 bilhões até 2027. Uma parte significativa desse crescimento está nos cabos que conectam a América Latina ao resto do mundo.

Espanha e Portugal são importantes portas de entrada para o Brasil e o resto da América do Sul em muitos mercados europeus. Como a capital de Portugal, Lisboa, é o centro da indústria, do governo e do comércio do país, ela representa um importante hub internacional de conectividade, com cabos submarinos ligando a Península Ibérica de Lisboa à África e à América do Sul. A Espanha também é um hub essencial no mapa da conectividade global, devido à sua localização física entre a África, a Europa Mediterrânea e o Norte da Europa, bem como à sua forte conexão cultural com a América Latina. As implantações do 5G, o boom tecnológico em curso e o crescimento do uso de dados, de assinaturas de Telecom e de conexões de internet entre os dois continentes, aumentam os requisitos de capacidade de largura de banda.

O impulso dos cabos submarinos na Plataforma Equinix® está acelerando em todo o mundo, à medida que a transformação digital cresce globalmente. O alcance da Equinix de mais de 230 data centers IBX, em 65 mercados globais e 27 países, fornece os PoPs na edge de áreas metropolitanas necessários para a interconexão de baixa latência e para transportar volumes cada vez maiores de tráfego na internet. Na Equinix, os proprietários/operadoras de cabos submarinos podem implantar estações de cabos submarinos que abrem portas entre continentes e interconectam negócios em todo o mundo.

De acordo com a 5a edição do Global Interconnection Index (GXI Vol. 5) da Equinix, a velocidade de interconexão global, a medida de conectividade privada para a transferência de dados entre organizações, deverá alcançar mais de 21.485 terabits por segundo (Tbps), ou 85 zettabytes por ano até 2024, representando uma taxa composta de crescimento anual de cinco anos (CAGR) de 44%. "A velocidade de interconexão vem crescendo de forma acelerada na América Latina, segundo as edições mais recentes do GXI. Este crescimento está alinhado com a alta demanda dos negócios locais para a integração digital e para alcançar pessoas e parceiros distribuídos geograficamente. O sistema EllaLink contribui significativamente para que esse acesso seja mais rápido e com tempo de resposta adequado para impulsionar as novas tecnologias", diz Eduardo Carvalho, presidente da Equinix no Brasil.

Veja o vídeo 

https://youtu.be/NlVHgtN_kkA

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente