Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Conheça 6 ferramentas que podem ajudar sua empresa

Conheça 6 ferramentas que podem ajudar sua empresa. Logística, recebíveis, gestão financeira, entre outros.
10:35 | Ago. 31, 2021
Autor Hamilton Nogueira
Foto do autor
Hamilton Nogueira Jornal
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Levantamento do Sebrae indica que a taxa de mortalidade entre empresas de pequeno porte com mais de dois anos de funcionamento chega a quase 25%. Além disso, as MPMEs são responsáveis por quase 30% do PIB brasileiro e, por isso, são importantes para a economia do país, mesmo assim, muitas delas ainda sofrem por falta de gestão e planejamento.


Nesse sentido, há soluções que podem facilitar o dia a dia dessas micro, pequenas e médias empresas. Confira!

1 - O Xerpay é um plano de saúde financeira que oferece aos colaboradores mais organização, controle e economia sobre seu salário, enquanto a empresa reduz o turnover, aumenta a produtividade dos times, atrai melhores talentos e rentabiliza seu capital. A custo zero para as empresas, é um benefício corporativo que oferece soluções aos colaboradores como salário sob demanda, adiantamento de 13º e comissões, pagamentos de boletos e orientação financeira. O produto visa oferecer alternativas mais saudáveis, para que os colaboradores não precisem recorrer a juros de cheque especial, empréstimos ou rotativo do cartão de crédito.


2 - A AgileProcess atua na logística, com destaque no modo de simplificar os processos logísticos do país. Suas soluções trazem visibilidade, controle e automação para as operações de transporte em tempo real, além de ajudar na redução de custos das marcas. Desde 2020, a empresa faz parte do time da Intelipost, e contabiliza mais de 9 milhões de entregas para 150 mil rotas, por meio de 13,5 mil veículos em todo o Brasil. Ao contrário do que se pode imaginar, a solução beneficia principalmente pequenos e médios negócios, que precisam ainda firmar sua identidade no mercado e garantir entregas pontuais para zelar por sua imagem de empresa confiável.

3 - A Listo é uma fintech que tem o propósito de promover a autonomia financeira de pequenos e médios empreendedores, criou uma plataforma all-in-one na qual o empreendedor possui independência para decidir como gerenciar sua saúde financeira. Esse sistema foi 100% desenvolvido pelos profissionais da Listo a partir das demandas dos clientes e reúne o gerenciamento de cobrança e de caixa dos clientes, diretamente ligado à maquininha de pagamento com cartões. Seu carro-chefe é o produto Listo Fácil, uma plataforma de gestão financeira com ferramentas simplificadas e totalmente integrada com a solução de vendas com pagamento em D0. De olho no aumento das compras remotas, a fintech também desenvolveu uma plataforma que combina com máquina móvel, gestão de vendas delivery e conta digital ilimitada, o Listo2go. 

4 - O TruckPad, plataforma digital de fretes que nasceu como um app de cargas para caminhoneiros, lançou recentemente seu produto TruckPad Pay, que cria facilidade financeira para as pequenas e médias transportadoras, dando crédito para que estas empresas paguem, com algum prazo, seus caminheiros contratados através do aplicativo.


5 - A Yapay tem soluções voltadas para o mercado de e-commerces, startups e autônomos e, entre elas, podemos destacar o link de pagamento como uma das ferramentas mais estratégicas para auxiliar o PME em sua jornada de sucesso no e-commerce. Com este recurso, o empreendedor tem liberdade para receber os pagamentos por meio de qualquer canal digital de forma prática, garantindo sua presença onde seu cliente estiver.


6 - A Blu atua na relação entre varejistas e seus fornecedores. É pioneira no desenvolvimento de gestão de recebíveis de cartão de crédito, permitindo ao lojista reduzir custos e obter maiores prazos de pagamento com seus fornecedores, enquanto permite que a indústria venda para pequenos varejistas sem risco de inadimplência, por meio da utilização de recebíveis de cartão de crédito como garantia para as operações de compra e venda. Atualmente conecta mais de 15 mil lojistas clientes e 2,5 mil fornecedores parceiros por meio de uma plataforma exclusiva de soluções financeiras customizadas, onde o varejista pode utilizar recebíveis originados em quaisquer adquirentes para pagar seus fornecedores com melhores condições de prazo e preço, antecipar recebíveis, solicitar crédito, dentre outros benefícios.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Discussão de relatório do BR do Mar na CAE do Senado é adiada para 14 de setembro

ECONOMIA
10:33 | Ago. 31, 2021
Autor Agência Estado
Foto do autor
Agência Estado Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia
A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado adiou para o próximo dia 14 a sessão em que discutirá o relatório do projeto de incentivo à navegação de cabotagem, conhecido como BR do Mar. A leitura do parecer, do senador Nelsinho Trad (PSD-MS), estava prevista para ocorrer nesta terça-feira (31), mas Trad pediu mais tempo para apresentar o relatório. Segundo ele, o documento está "90%" finalizado, mas precisa ainda de alguns ajustes.
"Estão faltando alguns detalhes. No nosso entendimento, um projeto polêmico como esse precisa de ajustes para de maneira mais tranquila fazê-lo lido, debatido e votado nesta comissão. Eu solicito que retire o projeto da pauta hoje para colocá-lo na próxima sessão ordinária", apontou Trad. Como na próxima terça-feira será feriado, o assunto foi adiado para o dia 14 de setembro, de acordo com o presidente da CAE, Otto Alencar (PSD-BA). A possibilidade de o relatório ser divulgado antes ainda está em negociação.
A senadora Kátia Abreu (PP-TO) já avisou, por sua vez, que deve pedir vista na CAE quando o relatório for apresentado. Como já mostrou o Broadcast Político, a senadora defende um tipo de abertura do mercado de cabotagem diferente do desenhado pelo Ministério da Infraestrutura, e inclusive apresentou no passado projeto de lei sobre o tema. Nesta terça-feira, Kátia reforçou que gostaria que as emendas que apresentou ao projeto BR do Mar fossem incorporadas pelo relator.
"Caso hoje fosse lido, eu iria pedir vista do projeto para entendê-lo melhor e ter a convicção se as emendas, que na verdade significam o meu projeto de lei, foram contempladas", disse a senadora.
As emendas apresentadas por Kátia Abreu remontam ao projeto de lei para o setor apresentado por ela no ano passado. As regras de afretamento de embarcação estrangeira (aluguel) elaboradas pela senadora, no entanto, são bastante diferentes das defendidas pelo Ministério da Infraestrutura - que tenta ao máximo blindar o modelo desenhado no projeto.
Hoje, uma empresa pode alugar um navio e manter a bandeira estrangeira (a tempo, com menores custos) quando não há embarcação brasileira equivalente disponível. A proposta do governo prevê novas formas de afretamento nesse formato. A ideia é reduzir custos, uma vez que, ao não suspender a bandeira, a embarcação não precisa adaptar-se às regras brasileiras. Para acessar as novas modalidades de afretamento a tempo, por sua vez, a empresa brasileira de navegação só poderá afretar navios que sejam de sua subsidiária integral estrangeira.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Seleção masculina vence Turquia e avança às semifinais do goalball

Esportes
10:28 | Ago. 31, 2021
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Atual bicampeã mundial (2014 e 2018), a seleção brasileira masculina de goalball avançou às semifinais ao derrotou na manhã nesta terça-feira (31) a Turquia por 9 a 4 em confronto das quartas de final da Paralimpíada de Tóquio. O próximo adversário será a Lituânia na quinta-feira (2 de setembro), às 5h45 (horário de Brasília), no Centro de Convenções Makuhari Messe, na cidade Chiba.

Os lituanos são os atuais campeões paralímpicos (Rio 2016). Entretanto, a confiança do Brasil para se classificar à final vem do jogo de estreia em Tóquio 2020, quando os brasileiros golearam os lituanos por 11 a 2. O Brasil busca um ouro inédito na modalidade: no Rio de Janeiro, a seleção foi bronze e em Londres 2012 conquistou a prata.

O primeiro e único revés brasileiro nos Jogos de Tóquio ocorreu após a goleada sobre os lituanos. Na segunda rodada da fase de grupos, o Brasil perdeu para os Estados Unidos por 8 a 6. Contudo, nos dois últimos jogos, assegurou duas vitórias contra a Argélia (10 a 4) e Japão (8 a 3).  Na Rio 2016, o Brasil foi bronze 

O jogo

O jogo começou equilibrado, mas foi o Brasil que conseguiu abrir o placar no mata-mata. Além disso, ainda no primeiro tempo, a seleção verde-amarela ampliou vantagem para 3 a 0.

Na segunda etapa, os brasileiros continuaram agressivos, garantindo no marcador 5 a 0. Os turcos reagiram e conseguiram diminuir a diferença para três pontos (7 a 4). Entretanto, o Brasil voltou a se destacar no confronto, fechando o placar em 9 a 4.

O goleador do jogo foi o brasiliense Leomon Moreno, de 28 anos, que marcou seis gols. Já Parazinho fez três. Do lado da Lituânia, Ekrem Gundogdu balançou quatro vezes a rede dos brasileiros.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Setor público tem déficit primário de R$ 10,283 bilhões em julho, afirma BC

ECONOMIA
10:22 | Ago. 31, 2021
Autor Agência Estado
Foto do autor
Agência Estado Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia
O setor público consolidado (Governo Central, Estados, municípios e estatais, com exceção de Petrobras e Eletrobras) apresentou déficit primário de R$ 10,283 bilhões em julho, informou na manhã desta terça-feira, 31, o Banco Central (BC). Em junho deste ano, havia sido registrado déficit de R$ 65,508 bilhões e, em julho de 2020, déficit de R$ 81,081 bilhões. O resultado primário reflete a diferença entre receitas e despesas do setor público, antes do pagamento dos juros da dívida pública.
O déficit primário consolidado do mês passado ficou dentro do intervalo das estimativas de analistas do mercado financeiro ouvidos pelo Projeções Broadcast, que iam de déficit de R$ 35,500 bilhões a superávit de R$ 2,600 bilhões. A mediana estava negativa em R$ 13,400 bilhões.
O resultado fiscal de julho foi composto por um déficit de R$ 16,842 bilhões do Governo Central (Tesouro Nacional, Banco Central e INSS). Já os governos regionais (Estados e municípios) influenciaram o resultado positivamente com R$ 7,345 bilhões no mês. Enquanto os Estados registraram um superávit de R$ 5,732 bilhões, os municípios tiveram resultado positivo de R$ 1,613 bilhão. As empresas estatais registraram déficit primário de R$ 786 milhões.
Acumulado no ano
As contas do setor público acumularam um déficit primário de R$ 15,491 bilhões no ano até julho, o equivalente a 0,32% do Produto Interno Bruto (PIB), informou o Banco Central. Este resultado foi consequência do desempenho registrado nos últimos meses, em meio aos efeitos da segunda onda da pandemia de covid-19 na economia.
O déficit fiscal no ano até julho ocorreu na esteira do déficit de R$ 71,997 bilhões do Governo Central (1,49% do PIB). Os governos regionais (Estados e municípios) apresentaram um superávit de R$ 54,351 bilhões (1,12% do PIB) no período. Enquanto os Estados registraram um superávit de R$ 46,643 bilhões, os municípios tiveram um saldo positivo de R$ 7,708 bilhões. As empresas estatais registraram um resultado positivo de R$ 2,155 bilhão no período.
Acumulado em 12 meses
As contas do setor público acumulam um déficit primário de R$ 234,668 bilhões em 12 meses até julho, o equivalente a 2,89% do PIB, informou o Banco Central. O déficit fiscal nos 12 meses encerrados em julho pode ser atribuído ao rombo de R$ 311,881 bilhões do Governo Central (3,84% do PIB). Já os governos regionais (Estados e municípios) apresentaram um superávit de R$ 75,038 bilhões (0,92% do PIB) em 12 meses até julho. Enquanto os Estados registraram um superávit de R$ 66,441 bilhões, os municípios tiveram um saldo positivo de R$ 8,597 bilhões. As empresas estatais registraram um resultado positivo de R$ 2,175 bilhões no período.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Hospital da Unimed tem menor número de pacientes com Covid-19 desde o início da pandemia

PANDEMIA
10:20 | Ago. 31, 2021
Autor Alexia Vieira
Foto do autor
Alexia Vieira Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Com 18 pacientes com Covid-19 nessa segunda-feira, 30, o Hospital Regional da Unimed registrou o menor número de pessoas internadas devido a complicações da doença desde o início da pandemia. Os dados apresentados pelo presidente da Unimed Fortaleza, Elias Leite, mostram ainda que três pessoas estão em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e um desses pacientes precisa de respirador.

“Todos esses números do nosso acompanhamento diário diminuíram, graças a Deus. E hoje nós temos a menor quantidade de pacientes desde que tudo isso começou após o início da primeira onda”, diz Leite em vídeo publicado nas redes sociais.

De acordo com Elias Leite, no dia 23 de agosto, há uma semana, 26 pacientes estavam internados com Covid-19. Dez deles estavam em vagas de UTI e cinco necessitavam de aparelhos respiradores.

O presidente da cooperativa também apresentou balanço do último fim de semana. Segundo ele, do meio dia de sexta-feira, 27, até o meio dia de segunda, nenhum óbito foi registrado no hospital.

Ocupação de leitos em Fortaleza

 

Conforme dados do sistema IntegraSus da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), 52% das vagas de UTI para Covid-19 em Fortaleza estão ocupadas. As vagas de enfermaria apresentam taxa de ocupação de 44,25%. As informações levam em conta leitos de hospitais da rede pública e privada.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Amanda Ribas, atleta do UFC, é destaque da nova campanha de Philips Walita

Campanha
09:59 | Ago. 31, 2021
Autor Joelma Leal
Foto do autor
Joelma Leal Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A Philips Walita apresenta sua nova linha de liquidificadores Liqui Série 5000 e lança campanha, criada pela agência Jussi, estrelada pela atleta do UFC, Amanda Ribas.

Intitulada “Nocaute” a campanha quer posicionar a nova linha Liqui Série 5000 como uma das principais aliadas do consumidor na rotina de alimentação saudável. Para isso, a marca apostou em um "combate" entre o produto e a lutadora de MMA. 

“Atualmente, a Philips é líder global em tecnologia para saúde e tem como missão melhorar a vida de 2,5 bilhões de pessoas por ano até 2030. E, como marca que conversa diretamente com o consumidor, Philips Walita vem investindo em soluções que auxiliam a população a ter um estilo de vida equilibrado e saudável. A partir da parceria com a Amanda que, por ser uma atleta, está 100% comprometida com a sua saúde e bem-estar, conseguimos explorar o território de well-being de forma criativa e inovadora”, explica Thaiane Cortez, gerente de marketing de Philips Walita.

Outro ponto que a campanha procura destacar é a potência dos produtos da linha Liqui Série 5000 e um de seus principais atributos, a jarra inquebrável tamanho família. Para isso, foi gerado uma atmosfera de preparação para um combate, com anúncio dos adversários – o produto e a Amanda Ribas.

Veja o filme

 “Queremos destacar a robustez que o produto oferece para ‘nocautear’ a perda de tempo e a ineficiência na hora de cozinhar. Neste combate, mostramos que o Liqui Série 5000 é forte e resistente”, explica Thaiane. E a escolha da lutadora não foi por acaso.

 “Quando eu recebi o convite de Philips Walita para estrelar a campanha, fiquei muito feliz. Nasci e cresci em Varginha - cidade onde está localizada a fábrica da empresa -, então, para mim, isso gerou um tom emocional, que conectou a minha história à trajetória da marca”, relata Amanda.

A linha Liqui Série 5000 conta com três diferentes versões. A primeira, Liqui Série 5000 (RI2240), disponível nas cores branco, vermelho e preto, com jarra de 3 litros, 1.200 watts de potência, lâmina removível para facilitar a limpeza e 5 velocidades. Já a versão Liqui Série 5000 (RI2242) está disponível na cor preto com detalhes em inox e possui 12 velocidades, jarra inquebrável em tamanho família (3L), 1.200 watts de potência e lâmina removível. Por fim, o modelo Liqui Série 5000 (RI2244) é o mais potente da linha com 1.400 watts de potência, 12 velocidades, jarra inquebrável de 3 litros, e lâmina destacável para facilitar a higienização.

A campanha desenvolvida pela agência Jüssi, ainda contou com o apoio da Squid, da produtora Bufalos e de Rafael Canuto, fotógrafo e produtor de conteúdo.

De acordo com Pedro Werneck, diretor de criação Associado da Jüssi, o desafio foi transmitir a característica inquebrável da jarra e a parceria com Amanda Ribas de uma maneira que a comunicação não gerasse um tom agressivo. “Foi um trabalho de grande colaboração entre agência, cliente e produtora, que nos levou a um resultado divertido, que gera curiosidade na audiência e ainda trabalha os atributos mais importantes do produto de forma leve e divertida”, diz Pedro.


 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags