PUBLICIDADE
OPOVO TECNOLOGIA
NOTÍCIA

Conheça o elmo a partir da concepção tecnológica

Conheça o elmo, que vem ajudando no tratamento da COVID, a partir da concepção tecnológica: da ideia aos materiais predominantes

07:00 | 03/05/2021
Elmo é o capacete criado no Ceará para tratamento da Covid-19 (Foto: TATIANA FORTES / GOV DO CEARA)
Elmo é o capacete criado no Ceará para tratamento da Covid-19 (Foto: TATIANA FORTES / GOV DO CEARA)

David Guabiraba que é Engenheiro eletricista formado pela Universidade Federal do Ceará e Especialista em engenharia clínica (ESP-CE) além de consultor e projetista de instalações hospitalares.

O engenheiro que participou da concepção do capacete elmo cuja utilização vem amenizando o sofrimento no tratamento das pessoas infectadas pelo Coronavírus e que chegam à fase da insuficiência respiratória grave, explica um pouco sobre suas características tecnológicas.


Desenvolvido a partir dos seguintes desafios: obter um dispositivo capaz de manter uma pressão positiva contínua nas vias aéreas, reter os microorganismos do fluxo expirado do paciente para o meio ambiente, garantir baixo índice de reinalação de dióxido de carbono em decorrência da expiração do paciente e garantir segurança e ergonomia para a segurança do paciente, o pesquisador leva a concluir que a grande novidade está aspecto construtivo e disposição dos elementos no equipamento uma vez que todos os materiais que fazem parte do Elmo são de fácil acesso, com custo relativamente barato, disponíveis no mercado do Brasil e com diversos fornecedores, garante David.

Para chegar às dimensões do equipamento foram necessários muitos testes, correções, adaptações e evoluções a medida que as informações clínicas da fisiologia respiratória, obtidas através de dados de espirometria (relativas aos resultados da respiração), iam sendo realizadas e analisadas. “Cada acesso, do elmo tem seu jeito de ser e de estar, calculado para uma melhor resposta terapêutica dos pacientes com dificuldade respiratória”, diz o pesquisador que revela o futuro do equipamento, “depois da COVID pacientes com essa deficiência respiratória provocada por qualquer enfermidade poderão se beneficiar da descoberta”.

O equipamento é composto na sua parte mais visível por:


1 - A cápsula, feita plástico PVC (um polímero sintético de grande usabilidade no mundo) com alta resistência, que pode ser reciclada, com nível de transparência que permita ver os familiares ou manusear telas.


2 - Base rígida, também feita de um polímero rígido injetado capaz de suportar impactos mecânicos consideráveis por quedas de médias alturas.


3 - Colar de silicone cervical feito de material hipoalérgico de alta elasticidade pensado para o conforto do paciente de modo que ele não recuse a utilização e venha evitar o escape indesejado de volume

“Não adianta conceber algo que não seja ou esteja acessível porque se não a intenção da produção não seria atingida. E o grande segredo do Elmo além disso é a possibilidade de gente conhecê-lo na intimidade na medida que avançávamos nos protótipos e testes de avaliação a gente ia adaptando o Elmo ao uso dele no paciente”, finaliza o especialista."

TAGS