PUBLICIDADE
Tecnologia
NOTÍCIA

Fabricante chinesa de celulares Realme deve estrear no Brasil em 2021

Empresa tem apenas dois anos de criação, mas é subsidiária da BBK Electronics, fundada em 1998, que também possui marcas como Oppo e OnePlus

Bemfica de Oliva
23:53 | 05/11/2020
Modelo 5i (foto) é um intermediário da Realme; ainda não há informação sobre quais aparelhos serão vendidos no País (Foto: Divulgação/Realme)
Modelo 5i (foto) é um intermediário da Realme; ainda não há informação sobre quais aparelhos serão vendidos no País (Foto: Divulgação/Realme)

A fabricante chinesa de celulares Realme deve chegar ao Brasil em breve. Criada em 2018, a marca tem feito sucesso em mercados emergentes e tem estreia no País prevista para 2021.

A Realme é uma subsidiária da BBK Electronics, conglomerado de fabricantes de eletrônicos que tem marcas como Oppo e OnePlus em seu portfólio, além de produzir equipamentos para marcas como NEC e Bose. A empresa, apesar de estreante no Brasil, tem tido sucesso em outros mercados emergentes, como a Índia. Ela figura também entre as dez maiores marcas mundiais de smartphones - junto com Oppo e vivo (que não possui relação com a operadora Vivo), também da BBK.

As pistas sobre a chegada iminente da Realme ao País podem ser vistas no LinkedIn, rede social voltada para fins profissionais. No site, constam duas vagas da empresa para São Paulo, de gerente de vendas e gerente de ecommerce. Também é listada na página da marca um executivo baseado em São Paulo, com o cargo de "gerente de país", função executada, segundo o perfil do funcionário, desde agosto.

Inicialmente a Realme focou em aparelhos de entrada e voltados ao público jovem, como o recém-lançado C15. Nos últimos meses, porém, a empresa também tem lançado smartphones com especificações topo-de-linha, como os modelos X7 Pro e X3.

Não há data específica para a estreia da empresa no Brasil. Também não foram anunciados quais aparelhos devem ser vendidos no País, nem se a fabricação será local ou se os produtos serão importados.