PUBLICIDADE
Tecnologia
NOTÍCIA

Apple aumenta preço de aplicativos para iPhone e iPad em até 55% no Brasil

Reajuste foi informado pela Apple a desenvolvedores e também abrangerá África do Sul, Albânia, Colômbia, Índia, Indonésia, Islândia e Rússia

Bemfica de Oliva
17:43 | 27/10/2020
É o segundo aumento de preços desde que a empresa começou a cobrar em reais, em janeiro de 2018 (Foto: Divulgação/Apple)
É o segundo aumento de preços desde que a empresa começou a cobrar em reais, em janeiro de 2018 (Foto: Divulgação/Apple)

Adquirir aplicativos pagos e conteúdos in-app ficou mais caro para usuários de iPhone e iPad. A Apple anunciou nesta terça-feira, 27, em seu portal para desenvolvedores, que preços serão reajustados para aplicativos no Brasil e outros sete países.

Em locais como Índia e Indonésia, novas taxas justificaram o aumento dos valores. No caso do Brasil, a alta acumulada do dólar é o motivo: embora a empresa pague desenvolvedores estrangeiros na moeda estadunidense, o preço dos aplicativos segue uma tabela fixa e é cobrado em reais.

Em alguns casos os aumentos passam de 50%. A faixa de preço 3, que representa aplicativos e conteúdos de US$ 2,99, passará de R$ 10,90 para R$ 16,90, um aumento de 55%. A faixa 4 (US$ 3,99) subirá de R$ 14,90 para R$ 22,90, um incremento de 53,6%. Para a faixa 6, de US$ 5,99, o aumento será de 52,4%, indo de R$ 22,90 para R$ 34,90.

É o segundo aumento de valores na loja de aplicativos da Apple desde que a empresa começou a cobrar em reais, em janeiro de 2018. O primeiro havia sido em outubro do mesmo ano, mas com alterações bem menores, por volta de de 15%.