PUBLICIDADE
Tecnologia
NOTÍCIA

Queda de satélite da SpaceX, empresa de Elon Musk, é vista no Brasil

Reentrada do objeto na atmosfera já estava prevista; equipamento fazia parte de lote de testes lançado em 2019

Bemfica de Oliva
07:17 | 14/09/2020
Objeto foi lançado ao espaço em maio de 2019 e já tinha reentrada na atmosfera prevista (Foto: Renato Poltronieri/Brasmon)
Objeto foi lançado ao espaço em maio de 2019 e já tinha reentrada na atmosfera prevista (Foto: Renato Poltronieri/Brasmon)

Um satélite de testes da SpaceX, empresa de Elon Musk, caiu no Brasil na noite dessa sexta-feira, 11. A reentrada na atmosfera, que já estava prevista, foi registrada por câmeras da Rede Brasileira de Observação de Meteoros (Bramon).

Aproximadamente às 23 horas, um traço nos céus do estado de São Paulo foi visto por indivíduos e também pela Brasmon, que identificou o equipamento. O rastro claro se deve à alta temperatura de objetos que realizam reentrada na atmosfera, devido à combustão dos componentes. Durante o processo, o satélite se fragmentou em várias pequenas partes, fazendo com que vários rastros fossem visíveis.

 

O satélite Starlink-32 foi lançado ao espaço em maio de 2019, como parte de uma etapa de testes da SpaceX, que busca criar uma rede de transmissores no espaço para oferecer internet globalmente. Na primeira viagem, foram enviados 60 equipamentos similares, com objetivo de verificar possíveis problemas que os satélites pudessem enfrentar durante a operação no espaço.

A reentrada do Starlink-32 na atmosfera já estava prevista: ele apresentou problemas e foi manobrado para sua inutilização. O horário estimado era às 22h34min, de acordo com a Brasmon, com margem de erro de uma hora.

Objetos pequenos e leves como o satélite em questão não representam riscos à população: pela fragilidade dos componentes, a maioria de desintegra no céu durante a queda, e não tem como causar danos.