PUBLICIDADE
Tecnologia
Noticia

Nokia 2.3, primeiro celular da volta da marca ao Brasil, está à venda

Aparelho de R$ 899 foca no mercado de entrada; modelo vem com duas câmeras e memória interna de 32 GB

Bemfica de Oliva
23:07 | 04/05/2020
Modelo 2.3 tem duas câmeras na traseira, 32 GB de memória interna e tela HD+ de 6,2
Modelo 2.3 tem duas câmeras na traseira, 32 GB de memória interna e tela HD+ de 6,2"; preço no lançamento é de R$ 899 (Foto: Divulgação/Nokia)

Pouco mais de um mês após anunciar o retorno das atividades no Brasil, a Nokia lançou o primeiro modelo de sua volta ao País. O celular, de nome 2.3, é um aparelho básico, alinhado à estratégia da empresa de focar em smartphones de entrada e intermediários neste primeiro momento. As vendas iniciaram no último domingo, 3.

O modelo vem com duas câmeras na traseira, uma de 13 MP e outra de 2 MP usada apenas para efeito de desfoque nas fotos. Na frente, o sensor de 5 MP fica no entalhe em formato de “V”, na tela de 6,2” com resolução HD+ (1520x720 pixels). A tecnologia da tela é IPS LCD, mas a empresa inclui a função “Always on Display”, que mantém o painel ligado permanentemente exibindo informações como hora, nível de bateria e notificações não lidas.

O armazenamento é de 32 GB, com entrada para cartão de memória. É possível usar o cartão de memória e um chip de operadora ou dois chips, sem cartão. O processador é um MediaTek Helio A22, com oito núcleos, e a memória RAM é de 2 GB. A bateria tem 4.000 mAh, sem carregamento rápido. Não há leitor de impressões digitais no aparelho. O corpo é de plástico, disponível nas cores cinza, dourado ou verde.

Com preço sugerido de R$ 899, o modelo busca atender ao segmento de entrada, embora com alguns detalhes além do básico. Os principais concorrentes nesta categoria são o Moto G8 Play, da Motorola, e o Galaxy A20s, da Samsung. O aparelho está à venda na loja online da Nokia, nas marcas do grupo B2W (Americanas, Shoptime e Submarino) e nas Pernambucanas. Para compras por boleto, a B2W oferece 7% de desconto, reduzindo o preço a R$ 836.

Os aparelhos da Nokia serão vendidos no Brasil em parceria com a Multilaser. A empresa nacional, conhecida principalmente por periféricos e acessórios, ficará responsável pela distribuição e suporte dos celulares. A fabricação, por enquanto, é no Exterior, mas a Nokia estuda produzir os smartphones no Brasil em breve.