PUBLICIDADE
Notícias
rede social

Postagem de Bolsonaro no Twitter recebe aviso de conteúdo sensível; entenda política da rede social

Para o Twitter, é considerado conteúdo adulto "qualquer mídia que seja pornográfica e/ou destinada a causar a excitação sexual"

22:22 | 06/03/2019
Foto: Evaristo Sá/AFP
Foto: Evaristo Sá/AFP

O vídeo compartilhado pelo presidente Jair Bolsonaro que mostra conteúdo adulto foi considerado como conteúdo sensível pelo Twitter e teve uma sinalização inserida. De acordo com a política da rede social, somente após ser sinalizada a postagem com conteúdo adulto pode ser publicada no Twitter.

As imagens compartilhadas por Bolsonaro mostram a nudez de dois homens, indicado pelo presidente como realizado em um bloco de Carnaval. "É isto que tem virado muitos blocos de rua no carnaval brasileiro. Comentem e tirem suas conclusões (sic)”, dizia o texto que acompanha o vídeo.

Para o Twitter, é considerado conteúdo adulto "qualquer mídia que seja pornográfica e/ou destinada a causar a excitação sexual". Alguns desses conteúdos são permitidos, no entanto, se a postagem for marcada como mídia sensível. Também há uma restrição que impede o uso desses conteúdos sensíveis em "em vídeos ao vivo, em sua imagem de perfil ou imagem de capa".

No caso do vídeo compartilhado por Bolsonaro, a sinalização não estava ativa no início da postagem do conteúdo. Há também uma proibição de publicar ou compartilhar fotos ou vídeos íntimos de alguém que tenham sido produzidos ou distribuídos sem o consentimento dessa pessoa. Nesse segundo caso, exceções limitadas podem ser aplicadas "se houver um contexto claro de que a interação tenha sido consensual".

Caso seja avaliado que a postagem de Bolsonaro deixou de seguir a política geral do Twitter, poderá ser realizada pela plataforma uma ou mais das seguintes ações: o conteúdo proibido pode ser removido antes de haver autorização para novas publicações ou interações; a criação de publicações/interações poderia ser temporariamente limitada; uma verificação de propriedade da conta pode ser solicitada, via número de telefone ou endereço de e-mail; ou a conta pode ser suspensa permanentemente.

Até agora, a conta do Twitter de Jair Bolsonaro continua ativa, o que não indica que ele tenha sido proibido ou limitado de criar novas publicações/interações. O Twitter afirmou ao UOL que "não comenta sobre contas específicas".

Foto: Timothy A. Clary/AFP
Foto: Timothy A. Clary/AFP (Foto: Foto: Timothy A. Clary/AFP)

Twitter de Trump suspenso em 2017

A conta do presidente do Estados Unidos, Donald Trump, foi desativada no Twitter por cerca de 11 minutos no dia 2 de novembro de 2017. Embora a suspensão tenha durado pouco tempo, foi notada por Trump.

Diferente do caso de Jair Bolsonaro, a conta de Trump foi deletada por um funcionário da equipe de apoio ao cliente que estava em seu último dia de trabalho, sem motivação defendida pela rede social. O "erro humano" foi percebido e corrigido logo em seguida.

Redação O POVO Online