PUBLICIDADE
Tecnologia
Na palma da mão

De locadora a serviço streaming: Netflix completa 21 anos

Estreando no Brasil em 2011, hoje a plataforma tem o País como seu terceiro maior mercado consumidor mundial

18:27 | 29/08/2018
Estreando no Brasil em 2011, hoje a plataforma tem o País como seu terceiro maior mercado consumidor mundial (Foto: Divulgação/Netflix)
Sair de casa, comprar pipoca, entrar na locadora e escolher aquilo que quer assistir. Passar pelo caixa, devolver os DVDs ou fitas antigos e alugar outras produções. Após rápido passeio pelo imaginário de algumas pessoas, é evidenciada a mudança no mercado consumidor de filmes, séries e documentários no Brasil e no Mundo. E uma das principais responsáveis por esta alteração, a Netflix está completando 21 anos nesta quarta-feira, 29 de agosto.
  
Com suas origens entre as prateleiras, a empresa nasceu como uma locadora, em 1997, nos Estados Unidos. Dez anos depois, quando já havia entregue seu bilionésimo DVD, a Netflix deu início ao serviço streaming. Hoje com mais de 130 milhões de assinaturas, ela está presente em mais de 190 países, proporcionando a comodidade de acompanhar conteúdos a qualquer hora e lugar, bastando o acesso à internet.
  
O mercado brasileiro está entre os maiores da empresa, que veio para o País em 2011. Em março deste ano, Jonathan Friedland, chefe de comunicação global da Netflix, afirmou que o Brasil está entre o “top 3” de consumidores mundiais do serviço, como noticiou o portal Correio Braziliense.
(Foto: Divulgação/Netflix)
Em 2013, o primeiro conteúdo original Netflix foi produzido. O drama político House of Cards foi um verdadeiro sucesso entre os brasileiros, que faziam comparações com o momento político vivido na política nacional.
  
Já a primeira série totalmente brasileira foi “3%”, em 2016, sendo seguida nos anos posteriores por: O Mecanismo; Samantha; Sintonia; Coisa Mais Linda; Ninguém Tá Olhando; Cidades Invisíveis; e A Facção, que tem estreia prevista para 2019.
  
A estudante de jornalismo Caroline Rocha, de 20 anos, diz que é fã de cinema “desde criancinha” e acredita que o serviço “revolucionou” a sua forma de consumir filmes e séries. “Praticamente não assisto mais TV aberta. Acompanho apenas Netflix. A televisão no meu quarto serve basicamente só para isso”, afirma.
Assinante desde 2013, a jovem declara ainda que o serviço tornou mais “cômodo” a relação dos amantes de cinema com as produções. “A Netflix aproximou de forma mais prática a locadora do público. Só bastando a ele escolher um filme e assistir”, expressou.
  
Para quem ainda não é assinante, a Netflix disponibiliza gratuitamente a opção de teste por um mês. Os clientes da empresa têm também acesso ilimitado a todos os conteúdos ofertados, cuja atualização é mensal.

WANDERSON TRINDADE