PUBLICIDADE
Tecnologia
prevenção

Confira seis mitos e verdades sobre baterias de celular

Confira dicas para deixar a bateria do seu smartphone com melhor desempenho e prevenir sobrecargas que podem ocasionar acidentes

23:56 | 15/06/2018
(Foto: Divulgação)
Em menos de uma semana dois rapazes morreram por causas semelhantes: sofreram descargas elétricas enquanto usavam o smartphone ligado à bateria. Casos assim passaram a ser mais recorrentes, o que causa preocupação aos usuários de celulares similares.
  
De acordo com o diretor executivo da Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel), Edson Martinho, esse tipo de falha nos aparelhos "não é tão comum", mas cuidado é importante.
  
O serviço Techtônica da Oi desenvolveu um guia que dá detalhes ao público sobre baterias de smartphones com a finalidade de tirar dúvidas e realizar um trabalho de prevenção.
  
Confira lista com mitos e verdades sobre baterias de celulares e evite acidentes:
  
Baterias podem explodir
  
Verdade. Pode não ser muito recorrente, mas falha na engenharia aliada ao mau uso do dispositivo pode causar uma explosão. A temperatura dos celulares mais modernos é controlada automaticamente, chegando a tornar o aparelho inoperante em caso de aumento abrupto de temperatura.
  
Mas em caso de mau uso da bateria com uso de carregadores falsos, por exemplo, as possibilidades de ocorrer explosão aumentam.
  
Deixar o aparelho carregando por longos períodos é prejudicial
  
Parcialmente verdade. Se o carregador do celular for original e não tiver defeitos, isso não será problema. Mas se você usa um equipamento genérico para recarregar o seu smartphone, cuidado!
  
A comunicação entre o celular e o dispositivo de carregamento, que em aparelhos originais corta o fornecimento de energia quando o aparelho atinge os 100%, não acontece causando aquecimento do smartphone, podendo até causar uma explosão.
  
Usar o celular enquanto ele está carregando pode causar estragos
  
Verdade. É necessários tomar cuidados quanto a isso. Utilizar o celular enquanto recarrega pode causar reações químicas dentro da bateria, podendo fazer com que ele superaqueça e danifique seus componentes internos e na pior hipótese causar uma explosão.
  
O risco aumenta ainda mais quando, além de usar o telefone enquanto está conectado na tomada, abrir aplicativos pesados, assistir vídeos ou jogar games que exigem alto desempenho do aparelho.
  
Segundo a Apple, o ideal é que o celular permaneça em ambientes com uma temperatura que varie de 16 C° a 22 C°.
  
Indicado é que, quando possível, as recargas de bateria sejam realizadas enquanto o celular está desligado.
  
É preciso descarregar a bateria por completo antes de conectá-lo à tomada
  
Mito. Não só é rumor como pode ser prejudicial à vida útil do aparelho. Todavia, se você possui um celular de fabricação recente fique sabendo que ele possui um dispositivo de fábrica que os faz desligar automaticamente quando a carga da bateria atinge cerca de 5%, evitando que a vida útil seja afetada.
  
Carregadores falsos ou genéricos estragam a bateria
  
Verdade. Produtos de baixa qualidade fazem com que ocorra oscilação no funcionamento. Nesses carregadores a voltagem ideal não é atingida durante os ciclos de carga, fazendo com que o recarregamento demore mais e aumentando o risco de superaquecimento e explosão.
  
Para dar uma ideia, a Samsung é específica a ponto de evidenciar que o usuário deve utilizar, se possível, apenas “o que vem na caixa do produto”.
  
Usar capinhas no celular pode ser prejucial no carregamento
  
Verdade. As capinhas são itens que se tornaram padrão para quem tem smartphones. Os acessórios servem para proteger e embelezar o aparelho, mas podem ser prejudiciais enquanto o celular está recarregando a bateria.
  
Isso porque as capinhas podem ser responsáveis pelo superaquecimento do aparelho sem que o usuário note, pois acabam por "camuflar" o aumento da temperatura.