PUBLICIDADE
Notícias

Universidade chinesa usa reconhecimento facial para fazer chamada de alunos

Os alunos têm levado a novidade na brincadeira, visto que o recurso dificulta com que as aulas sejam "matadas". A maioria, entretanto, diz apoiar o uso da tecnologia na universidade

11:14 | 29/10/2017
NULL
NULL

[FOTO1]

Diferente do que acontece no Brasil e em outros lugares do mundo, onde a presença é feita por meio de uma lista, uma Universidade na China implementou um novo modo de conferir a presença dos alunos: reconhecimento facial. O professor Shen Hao, que dá aula de comunicação, resolveu utilizar uma tecnologia de inteligência artificial para facilitar seu trabalho nas salas de aula - ele têm mais de 300 alunos. A informação é do UOL.

Antes dde começar as aulas, ele ativa um sistema em seu tablet. Os alunos se posicionam em frente ao dispositivo e a câmera tira foto deles, enquanto o equipamento busca pela correspondência na imagem no banco de dados na instituição. Em entrevista ao site "China Daily", Hao disse que a vantagem da tecnologia é que ela economiza tempo e reduz a carga de trabalho dos professores.

Conforme a publicação, os alunos têm levado a novidade na brincadeira, visto que o recurso dificulta com que as aulas sejam "matadas". A maioria, entretanto, diz apoiar o uso da tecnologia na universidade.

A China está utilizando cada vez mais a tecnologia em diversas áreas. Só a inteligência artificial da empresa Baidu, uma gigante da internet chinesa, é usada em 80 serviços públicos. O fato está relacionado com uma questão cultural. O povo chinês é vigiado por cerca de 176 milhões de câmeras de segurança, uma noção de privacidade diferente da que se tem no ocidente.

 

Redação O POVO Online

TAGS