PUBLICIDADE
Notícias

Facebook passa a permitir transmissão ao vivo de automutilação, diz jornal

De acordo com os documentos vazados para o jornal britânico "The Guardian", o Facebook permitirá que seus usuários transmitam ao vivo tentativas de automutilação e suicídio porque "não quer censurar ou punir pessoas que já estão em perigo"

17:08 | 23/05/2017
NULL
NULL

[FOTO1]

De acordo com os documentos vazados para o jornal britânico "The Guardian" e publicados no último domingo, 21, o Facebook permitirá que seus usuários transmitam ao vivo tentativas de automutilação e suicídio porque "não quer censurar ou punir pessoas que já estão em perigo".


O jornal informou que as filmagens serão removidas "a partir do momento em que não há mais oportunidade de ajudar a pessoa", a menos que o incidente seja particularmente notável, completa o documento da diretriz.


Os arquivos obtidos pelo jornal "The Guardian" mostram que a política foi formulada sob a orientação de especialistas, e reflete o modo como a empresa de mídia social está tentando lidar com alguns dos conteúdos mais incomuns da rede social.


Estimativas feitas pelos os moderadores do Facebook mostram que os relatórios de potenciais automutilações no site estão subindo. Um documento elaborado no verão passado diz que os moderadores encontraram 4.531 casos de automutilação em cada duas semanas.


Os números para este ano estimam que haverá 5.016 casos em um período de duas semanas. Os documentos mostram como o Facebook tentará entrar em contato com agências para ajudar alguém que está tentando ou que aparenta tentar suicídio.

 

Redação O POVO Online

TAGS