PUBLICIDADE
Notícias

Moto Z é top de linha criativo que custa a partir de R$ 2.898,99

18:00 | 13/11/2016
NULL
NULL

[FOTO1] 

O notebook ainda é conectado à TV, mas em outro cômodo da casa alguém quer assistir um filme (e você precisava do aparelho). Ou, você viaja e quer acompanhar aquela série online, mas só tem a tela do seu celular. Tem que fazer uma apresentação no trabalho e precisaria de um projetor? Com os Moto Snaps, a Lenovo oferece aos usuários possibilidade de incrementar os smartphones da linha Moto Z com alguns "brinquedinhos".

São quatro módulos diferentes que funcionam para os aparelhos da linha Z, e testamos três que possuem as funções de projetor, speaker e bateria extra. Os preços não são nada acessíveis, mas chamam a atenção de quem gosta de tecnologia.

O Moto Z possui display com tecnologia AMOLED de 5,5 polegadas, um tamanho que confere pegada confortável sem comprometer muito a experiência dos apps.

O aparelho possui o Snapdragon 820 (quad-core de 1,8 GHz %2b quad-core de 1,6 GHz), 4 GB de memória RAM, 64 GB de armazenamento expansíveis com cartão micro SD de até 256 GB. As câmeras de 13 MP (traseira) e 5 MP (frontal) atendem bem e permitem boas fotos, e em ambientes escuros elas também não fazem feio.

A bateria de 2.600 mAh é potente para o uso diário e aguentou cerca de 15 horas de uso moderado de aplicativos e vídeos. O carregador turbo também não a deixa desejar nos termos dos smartphones top de linha.

Mas, são eles, os Moto Snaps que fazem toda a diferença. O Moto Insta-Share Projector foi uma ideia engenhosa que projeta uma tela de até 70 polegadas em qualquer superfície por até uma hora (sem carregador). E faz isso com qualidade e imagens perfeitas, ajustáveis pelo botão ao lado.

[VIDEO1]

O Incipio offGRID Power Pack, por enquanto único módulo que vem junto com o Moto Z, acrescenta muitas horas de uso ao aparelho com sua capacidade de 2.220 mAh. Já o BL SoundBoost é uma caixa de som prática que também adiciona 10 horas de duração de bateria.

[VIDEO2] 

O Hasselblad True Zoom, módulo não testado, é um zoom óptico de 10x, com flash Xenon para fotos noturnas. Os usuários podem controlar ainda obturador e o zoom:

[VIDEO3] 

O Moto Z ainda pode ser personalizado com a Style Shell, uma capa dura de couro, nylon balístico ou madeira (materiais que a marca geralmente usa para revestir seus aparelhos). São, inclusive, necessárias para não deixar os conectores dos modulares visíveis.

[VIDEO4] 

Conclusão
O Moto Z tem bom funcionamento, aguenta vários aplicativos sem travar, mas o destaque fica por conta justamente dos adicionais modulares. O problema é que os preços assustam quem já vai ter que desembolsar por ele R$ 2.898,99 (preço no site oficial).

As Style Shells têm preço justo de R$ 99, mas somente para ter aquele amplificador de som são mais R$ 698. Os Moto Snaps mais interessantes, de projeção e de zoom óptico, saem por R$ 1.499 cada. Então, para que eles realmente virem moda, a marca ainda precisa pensar em reduzir esses valores.

Redação O POVO Online

TAGS