PUBLICIDADE
Notícias

Saiba como se proteger de novo vírus no Facebook

A ameaça chega por meio de notificação e, se for instalada, hackers podem ter acesso a todas as informações armazenadas na rede social

09:32 | 20/09/2016
NULL
NULL

[FOTO1]

Uma nova ameaça tem colocado em risco celulares e computadores de usuários do Facebook. Isso porque um vírus tem enviado um link, em forma de notificação, solicitando a instalação de um plug-in malicioso chamado "The player".

A armadilha acontece da seguinte forma: o usuário recebe uma notificação de um amigo do Facebook, e ao clicar no link é redirecionado para uma página de download do "The player". Basta realizar o download para o dispositivo ser infectado.

Após baixar o plug-in, todos os dados armazenados na rede social ficam vulneráveis, e o vírus é enviado como notificação para os contatos do usuário.

Ao realizar a ação, em vez do player prometido, o usuário acaba baixando e instalando um trojan (programa malicioso) como extensão no navegador Chrome. Se acessar o Facebook pelo browser infectado, o controle da conta é roubado e o vírus começa a ser propagado.

Tratando-se da versão mobile do vírus, o ataque é um pouco diferente. O usuário é levado a páginas que solicitam a instalação de aplicativos fora da Google Play ou o preenchimento de cadastros que podem, no futuro, causar algum prejuízo financeiro.

De acordo com o UOL, especialistas da PSafe - empresa brasileira líder em segurança e performance mobile - dão dicas para quem quer ficar protegido de vírus.

Antivírus

Ter um antivírus instalado no celular é uma das formas de manter a privacidade dos arquivos salvos nos dispositivos.

Navegação

No dia a dia, é importante ficar atento a algumas ações estranhas que podem passar despercebidas. Um desses riscos se escondem em links enviados por e-mails, Facebook Messenger, WhatsApp, SMS. Outra ameaça comum são solicitações de dados confidenciais em grupos de amigos.

É comum também atentar-se aos links que pedem instalações de plug-ins, ainda que o pedido venha de um site que normalmente seja acessado.

Deve-se suspeitar também de downloads sugeridos que prometem melhorar o desempenho de ferramentas que já funcionam bem, como o próprio Facebook ou YouTube. Para isso, evite baixar arquivos de fontes desconhecidas. Caso receba mensagens de um amigo infectado, informe-o sobre o vírus para que ele possa remover o problema e acabar a proliferação.

Solução

Se o problema for no celular, o usuário deverá desinstalar o plug-in malicioso e instalar um antivírus. Caso tenha se cadastrado em algum programa pago de SMS, é necessário contatar a operadora para cancelar o falso serviço.

No computador, o processo funciona semelhante ao de remoção de uma extensão do Chrome. O usuário deve clicar no botão "Menu", localizado no canto superior direito, e, em seguida, em "configurações". Depois, deve-se escolher a opção "Extensões", no menu lateral. Após identificar a extensão maliciosa, basta excluí-la clicando na lixeira da extensão instalada.

Redação O POVO Online
TAGS